Manifestação em Bilbau contra as medidas aplicadas aos presos

ASEH/Diário Liberdade.- A mobilização partiu de La Casilla depois das 17h30, com o lema «Salbuespen neurriak indargabetu. Konponbide garaia da» [Revogação das medidas de excepção. É tempo de soluções], e terminou uma hora mais tarde na Câmara Municipal. A chuva foi uma presença constante, o que imprimiu à mobilização um ritmo mais acelerado do que é habitual nestas ocasiões. Quando a manifestação chegou à Câmara, ainda havia gente em Zabalburu.

A faixa foi levada por representantes das organizações signatárias do Acordo de Gernika, e junto a ela seguiam também os ex-presos Juan Mari Igarataundi, recentemente libertado, e Jon Agirre, que foi posto em liberdade há um ano, depois de passar três décadas na prisão.

«Presoak kalera, amnistia osoa» [os presos para a rua, amnistia geral] e «amnistiarik gabe, bakerik ez» [sem amnistia não há paz] foram as palavras de ordem que mais se fizeram ouvir entre os manifestantes, entre os quais se encontravam José Mari Pérez,Txuri, e José Ignazio Gaztañaga, que, juntamente com Juan Mari Igarataundi, foram libertados depois de o Tribunal Constitucional ter deferido os seus recursos contra a aplicação da chamada «doutrina Parot». Os três receberam um pequeno ongietorri no início da mobilização.

Junto a eles também se viam os ex-prisioneiros Gloria Rekarte, Cándido Zubikarai, Carlos Pérez Ojuel, Carlos Ezkurra e Asier Aranguren, entre outros.

Do espectro político, estiveram presentes Rufi Etxeberria, Hasier Arraiz, Joseba Permach e Maribi Ugarteburu (esquerda abertzale), os deputados da Amaiur Xabier Mikel Errekondo, Iñaki Antigüedad e Maite Aristegi; Unai Ziarreta e Pello Urizar (EA); Oskar Matute (Alternatiba), e Dani Maeztu (Aralar), entre outros.
Faixas por Iñigo Cabacas
À passagem por Abando, os manifestantes aplaudiram duas faixas em que se evocava Iñigo Cabacas e se denunciava a violência policial, intensificando-se os gritos de «Herriak ez du barkatuko» [o povo não perdoará].
O acto final foi conduzido pela membro da Etxerat Jone Artola, irmã do preso Joseba Artola, e por Isabel Castro, do sindicato ESK.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here