Mandato do vereador Babá e CST sofrem ataque por defender causa palestina

rio-baba-ataques
Vereadora Teresa Bergher pede seleridade no pedido contra a CST e o autor do texto Miguel Lamas, ao procurador geral de justiça, doutor Marfan Vieira | Reprodução Facebook.

A vereadora do Rio de Janeiro Teresa Bergher (PSDB) protocolou, na última semana, pedido de prisão do autor de um texto onde são denunciados crimes cometidos pelo estado de Israel, Miguel Lamas, além de interdição e retirada do ar das páginas da internet da Corrente Socialista dos Trabalhadores (CST). O ataque é endereçado ao mandato do Babá, vereador por esta corrente do PSOL, no Rio.

“Estive hoje com o procurador geral de justiça, doutor Marfan Vieira, para solicitar celeridade na representação por mim apresentada e já protocolada, pedindo a interdição do site de uma corrente do PSOL que difama de forma covarde o prêmio Nobel da paz Shimon Peres e o estado de Israel. Na ação, pedimos também que sejam presos os responsáveis pela veiculação do textos. Imediatamente, o doutor Marfan encaminhou o processo para a 26• promotoria de investigação criminal”, afirma a vereadora em postagem na sua página na rede social Facebook, na última terça-feira (18).

No dia 14, a vereadora anunciou também nas redes sociais ter protocolado notícia crime no Ministério Público, pedindo a prisão dos responsáveis pela veiculação do texto e a interdição e retirada do ar do site da CST. A vereadora afirma se basear na lei 7.716/89, que define os crimes de preconceito de raça e cor. Continua com análise de criminalista Ary Bergher, de mesmo sobrenome da vereadora, que, segundo ela, teria afirmado estarem os suspeitos “em flagrante delito”, e que, com isso “poderiam ser presos a qualquer momento”. 

Diante da atitude da vereadora e em defesa da liberdade de lutar pela causa palestina, diversas entidades e membros dos movimentos sociais do país lançaram a carta “Abaixo a censura! Nenhum defensor da Palestina pode ser calado ou preso!”, em defesa da causa palestina, contra os ataques ao vereador Babá (PSOL-RJ) e à CST-PSOL e em repúdio à ação da peessedebista. A carta foi lançada ainda antes de ser protocolado o pedido da vereadora Bergher junto ao Procurador Geral de Justiça. As assinaturas ainda estão sendo coletadas e quaisquer militantes, movimentos, frentes, organizações, coletivos podem se incorporar.

Leia a nota na íntegra
Nos últimos dias, o mandato do Vereador Babá e a CST (Corrente Socialista dos Trabalhadores) vêm sendo atacados pela Federação Israelita e por políticos sionistas, sobretudo a vereadora Teresa Bergher (PSDB). Desta vez o estopim foi a publicação de um texto que trata dos crimes que o Estado de Israel cometeu, citando a responsabilidade do ex-presidente Shimon Peres no genocídio contra os palestinos.

O movimento mais recente, porém, ultrapassou qualquer limite. A vereadora Teresa Bergher (PSDB) vai protocolar pedido junto ao Procurador Geral de Justiça, pedindo a “interdição e retirada das páginas da Corrente Socialista dos Trabalhadores” e “a prisão do autor do texto, Miguel Lamas” (Veja.abril.com). Setores do sionismo falam em pedir a cassação do Vereador Babá, ou pressionar para que a CST seja expulsa do PSOL. 18 – facebook

É importante esclarecer que a luta Palestina consta no programa de fundação do PSOL, onde se condena “o terrorismo de Estado de Israel contra os palestinos”. Algo reafirmado em congressos posteriores e pelo diretório estadual do RJ. Também é bom lembrar que a luta Palestina é comum a diversos partidos de esquerda e movimentos sociais.

Por isso repudiamos esses ataques. Discordamos de qualquer censura, cassação, expulsão ou prisão para os que defendem a causa palestina. Não é possível calar, comprar, dobrar ou fazer retroceder um amplo movimento compartilhado por organizações de esquerda, anti-imperialistas, democráticas, de direitos humanos, além de importantes intelectuais e artistas no Brasil e no mundo inteiro. Continuaremos gritando por uma Palestina Livre!

Assinam:

Plinio de Arruda Sampaio Jr, Professor de Economia da Unicamp

Waldo Mermelstein, militante do MAIS

Carlos Giannazi, Deputado PSOL-SP

Mauro Iasi, professor da UFRJ, dirigente do PCB

Zé Maria, presidente nacional do PSTU

Gilberto Maringoni, Dirigente da Fundação Lauro Campos

Soraya Misleh, jornalista palestino-brasileira

Reginaldo Nasser, professor de Relações Internacionais da PUC-SP

Osvaldo Coggiola, Professor da USP

Mario Maestri, professor do Programa de Pós-Graduação de História da UPF

Ciro Garcia, Presidente do PSTU-RJ

Baby Siqueira Abrão, jornalista ex-correspondente do jornal Brasil de Fato no Oriente Médio

Marcos Tenório, servidor público, ativista da luta pela paz – Brasília, DF

Lucas Andrade, Secretário do PSOL Santa Maria/RS

Frente em Defesa do Povo Palestino

Mopat – Movimento Palestina para [email protected]

Comitê Cearense de Solidariedade ao Povo Palestino, Ceará

Comitê do Grande ABC/Sp de Solidariedade ao Povo Palestino

Campanha Global pelo Retorno à Palestina (seção Brasil)

Ciranda Internacional de Comunicação Compartilhada

Comitê pró-Haiti

Organização Indígena Revolucionária

Tribunal Popular

Comitê Brasileiro em Defesa dos Direitos do Povo Palestino

Associação Islâmica de São Paulo

Centro Cultural Àrabe Brasileiro

Comitê de Solidariedade a Palestina Bahia

CSP – Central Sindical e Popular

Sindicato dos Metroviários de São Paulo

Soweto Organização Negra

Movimento Quilombo Raça e Classe

APS – Ação Popular Socialista – PSOL

LRP – Liberdade e Revolução Popular – PSOL

LSR – Liberdade Socialismo de Revolução – PSOL

LS – Luta Socialista – PSOL

CS – Construção Socialista – PSOL

Comunismo e Liberdade – PSOL

NOS – Nova Organização Socialista

MAIS – Movimento por um Alternativa Independente e Socialista

PSTU – Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado

Esquerda Marxista

Tribuna Classista

UIT-QI (Unidade Internacional dos Trabalhadores – Quarta Internacional)

Rubén “Pollo” Sobrero (secretario general Seccional Gran Buenos Aires Oeste Unión Ferroviaria)

Juan Carlos Giordano (diputado nacional electo provincia de Buenos Aires por Izquierda Socialista en el Frente de Izquierda)

Ezequiel Peressini, legislador por Córdoba, de Izquierda Socialista-FIT

Liliana Olivero; (ex legisladora por Córdoba, por Izquierda Socialista en el FIT)

José Castillo (economista del EDI -Economistas de Izquierda- y profesor de la UBA, Universidad de Buenos Aires)

Angélica Lagunas (Izquierda Socialista en el FIT y dirigente de docentes)

Laura Marrone (legisladora electa Ciudad de Buenos Aires Izquierda Socialista en el FIT )

Mónica Schlottahuer (cuerpo delegados ferrocarril Sarmiento y diputada electa provincia de Buenos Aires Izquierda Socialista en el FIT)

Edgardo Reynoso (Cuerpo de delegados y comisión de reclamos ferrocarril Sarmiento)

Anisa Favoretti (diputada Santiago del Estero Izquierda Socialista en el Frente de Izquierda)

Jorge Adaro (Secretario General comisión directiva Ademys-Capital)

Pablo Almeida (Delegado General ATE Ministerio Economía Nación)

Jorge Altamira – Presidente do Partido Obrero, Argentina

Hugo Blanco Galdos, Dirigente Campesino peruano, Director del mensuario LUCHA INDIGENA, Ex Congresista Constituyente, Ex Senador y ex diputado

Enrique Fernández Chacón, Ex congresista constituyente, Ex diputado nacional, Integrante del Concejo ejecutivo Nacional del Frente Amplio, Editor de Lucha Indigena, Unios Perú

Orlando Chirino, dirigente sindical de C-cura y del PSL

Miguel Angel Hernández, profesor universitario y secretario general del PSL

José Bodas, secretario general de la Federación Unitaria de Trabajadores Petroleros de Venezuela (Futpv)

Fran Luna, secretario ejecutivo de la Futpv

Bladimir Carvajal, dirigente de C-cura y el PSL, miembro del Tribunal Disciplinario de la Futpv

Armando Guerra, profesor universitario y dirigente del PSL

Antonio Espinoza, profesor universitario y dirigente del PSL

Rolando Gaitán, profesor universitario y directivo de la Asociación de Profesores de la Universidad de Carabobo

Scarlet Di Yesi, docente y ex-dirigente sindical del magisterio, miembro de C-cura

Leonardo Ugarte, delegado de Prevención, Petrocedeño, Pdvsa

Gesa Corrêa, Diretório Nacional do PSOL

José Luís Primola – presidente Psol Nova Iguaçu
Keli de moraes- executiva Psol nova Friburgo
Marcio Freitas  – Diretório Municipal de Mossoró RN.

Simone Caixeiro- Direção do Psol Nova Iguaçu.
Lujan Miranda – Executiva Estadual – PSOL ES
Edson Bomfim – Executiva Municipal Vitória/ ES/ Setorial Nacional de Negros
Willian Aguiar Martins membro do diretório estadual do Espírito Santo
Cícero Nogueira da Silva Neto, presidente da comissão provisória do PSOL, Areia Branca/RN.

Jair de Almeida Parreira direção estadual Psol/PI
Fredson Alves Saraiva- Direção Estadual Psol/PI
Francisco José da Silva- Direcai Estadual Psol/ PI
Romualdo Brazil – presidente Psol Demerval Lobão
Helbia Maria Bona Sousa – secretária geral Psol Demerval Lobão

Este texto unitário continua aberto a novas incorporações….

Fonte: Esquerda Online.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login