Mais um passo para a construção da Casa da Mulher Brasileira em SC

casa-mulher

Representantes do Movimento de Mulheres se reuniram, na manhã de hoje, com o prefeito de Florianópolis/SC, César Souza Júnior, e Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), Ângela Albino, para tratar da liberação do terreno para a construção da Casa da Mulher Brasileira, um espaço integrado e humanizado de atendimento às mulheres em situação de violência. Nele, a vítima encontrará a integração de todos os serviços, como acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia especializada; Juizado; Ministério Público, Defensoria Pública; promoção de autonomia econômica; brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes.  A meta do Governo Federal é instalar 27 Casas da Mulher Brasileira, uma em cada capital e Distrito Federal.  Já foi  inaugurada a Casa de Campo Grande/MS, as próximas serão as de Brasília e Curitiba.

Participaram da reunião Sheila Sabag, da Rede Feminista de Saúde, Presidenta do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Santa Catarina (CEDIM/SC) e Conselheira Nacional dos Direitos da Mulher (CNDM), Kelly Vieira Meira, da Casa da Mulher Catarina, Presidenta do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (COMDIM), Dalva Kaiser, Coordenadora de Políticas para Mulheres em Florianópolis, Carmen Lúcia Luiz, trabalhadora da SST, e o vereador Tiago Silva.

Para viabilizar o projeto é preciso alterar o zoneamento do terreno onde está prevista a obra, nas proximidades da Casa do Governador, no bairro Agronômica. O projeto segue para o legislativo com prazo de liberação até o mês de abril para abertura imediata do processo de licitação pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM/PR). O prefeito afirmou que irá agilizar o processo e pretende encaminhar a alteração de zoneamento para a Câmara o mais breve possível.

Foto: Petra Mafalda

Fonte: http://redesaude.org.br/comunica/violencia/mais-um-passo-para-a-construcao-da-casa-da-mulher-brasileira-em-sc

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.