Maioria da população negra de São Paulo se considera de esquerda, aponta pesquisa

Foi divulgada essa semana a pesquisa “Afrodescendentes e Política”, realizada pela B4B – BAP for Business, uma consultoria de estudos mercadológicos do Painel BAP, uma plataforma de pesquisas voltadas ao público afrodescendente.

Dirigido por Luanna Teofilo, o estudo tinha como objetivo “contribuir com o debate de forma a quantificar percepções e desmistificar questões que posicionam ou determinam a diferença de comportamento dos afrodescendentes”. Para isso, foram ouvidos 1067 eleitores afrodescendentes da cidade de São Paulo entre os dias 17 e 27 de novembro.

A pesquisa mostrou que a maior parte dos negros e negras de São Paulo se sente desiludida com a política e não acredita que nenhum político ou pré-candidato à presidência em 2018 a represente (37%).

Entre as aptidões aos políticos mencionados, no entanto, revelou-se que a maior parte dos entrevistados tem o PT como o partido político que mais o representa (30%), seguido pelo PSOL (16%).

Quanto ao posicionamento político, a maioria da população negra de São Paulo se considera de esquerda (44%). 30% dos entrevistados disseram não ter posição política e apenas 6% se consideram de direita.

Entre outros dados, a pesquisa constatou ainda que o político com maior rejeição entre os negros e negras da capital paulista é Jair Bolsonaro (75,5%), seguido de Geraldo Alckmin (71%), João Doria (69,3%) e Luciano Huck (66,5%) que, apesar de não ser político, também foi citado no estudo.

A pesquisa ainda analisa a forma como essa população avalia a prefeitura de São Paulo, traça um perfil social dos entrevistados e revela inúmeros outros dados. Confira a íntegra aqui.

Fonte: Fórum

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here