Língua Iorubá é oficialmente Patrimônio Imaterial do Estado do Rio de Janeiro

Foto: Annie Belt/ Acervo KOINONIA

No último dia 15/08 foi aprovada na Assembleia Legislativa a lei que institui o Iorubá como patrimônio Imaterial do Rio de Janeiro. o Dr. Babalawô Ivanir dos Santos, doutor em história e membro da Comissão de Combate à Intolerância / CCIR, a decisão evidencia a relevância da preservaç?o dos vestígios imateriais das presenças negras africanas em solo brasileiro.

A seguir, seu comentário completo:

“Jamais podemos esquecer que o Brasil foi o país que mais recebeu negros africanos na condição de escravos entre os séculos XVI e o XIX e, foi o último Estado a promulgar a lei que tornou extinta o trabalho escravo. Como também n?o podemos esquecer que o nosso país evidencia muito mais as tradições (culturais e religiosas) e contribuições europeia do que as africanas, promovendo assim um silenciamento histórico. Por essa raz?o, a instituição da língua Ioruba como patrimônio imaterial promove um fortalecimento real e necessário para a promoç?o não só do idioma, mas também de todas as culturas e tradições africanas que contribuíram significativamente para a construç?o da nossa naç?o. Por outro lado, em âmbitos religiosos, n?o podemos que isso vai ajudar na diminuiç?o dos casos de intolerância religiosa, mas provavelmente promoverá um fortalecimento das nossas ações para a construção da tolerância, do respeito e na promoção da diversidade e pluralidade religiosa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.