LGBT, LGBTI, LGBTQ ou o quê?

Por Fernanda Nascimento e Débora Fogliaro.

As identidades de gênero e orientações sexuais são plurais e podem confundir muita gente na hora de escrever um texto sobre parcelas da população não-heterossexual.

Quem nunca ouviu falar em festa GLS? Ou viu um post sobre população LGBT e não sabia se utilizava LGBTTT? Ou ainda leu em algumas revistas e jornais estrangeiros termos como LGBTI ou LGBTQ?

Pode ser confuso, mas a gente te ajuda:

GLS era uma sigla utilizada para designar gays, lésbicas e simpatizantes. Qual o problema desta sigla? Ela é excludente. Nesta sigla, fala-se apenas da orientação sexual homossexual (gays e lésbicas), deixando de lado outras formas de sexualidade e identidade de gênero. Por isso, há alguns anos a sigla LGBT passou a ser adotada, por englobar também bissexuais, travestis e transexuais e trouxe o L, de lésbica, como letra inicial para destacar a desigualdade de gênero que também diferencia homossexuais femininas e masculinos.

Atualmente, a sigla LGBT é utilizada pelo movimento social brasileiro e por entidades governamentais, como conselhos e secretarias, nos três âmbitos da federação. Apesar de LGBTTTIS designar explicitamente lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis, transgêneros, intersexuais e simpatizantes – em alguns casos é utilizado A, de assexual – a denominação não é usual no país. Em geral, presume-se que o T englobe as identidades de gênero começadas por essa letra, mas, principalmente em inglês, também se vê o uso de LGBT*, com o asterisco funcionando como um sinal que indica que o T tem significado múltiplo.  

Internacionalmente, a sigla mais utilizada é LGBTI, que engloba as pessoas intersex. Órgãos como a ONU e a Anistia Internacional elegeram esta denominação com um padrão para falar desta parcela da população. Em termos de movimentos sociais, uma denominação que vem ganhando força é LGBTQ ou LGBTQI – incluindo além da orientação sexual e da diversidade de gênero a perspectiva teórica e política dos Estudos Queer.

Há ainda pessoas que se identificam como Pansexuais, para indicar que se sentem atraídas por pessoas de qualquer gênero e evitar o binarismo da palavra “Bissexual”. Outras ainda são Assexuais, ou seja, não se sentem atraídas sexualmente por nenhum sexo ou gênero. As letras P e A também podem ser acrescentadas na sigla, embora essas formas sejam, em geral, menos utilizadas.

Definir as identidades de gênero, as sexualidades e os sexos através de letras que formam uma sigla sempre é complicado. Mesmo assim, acreditamos na importância da afirmação das várias identidades, motivo pelo qual vimos a necessidade de criar esse post.

(Esse texto nasceu após o questionamento de uma estudante de jornalismo e nos encheu de alegria poder explicar um pouco sobre as siglas, que podem incluir ou silenciar sexualidades).

Dá uma olhada no glossário e veja mais informações sobre termos LGBTs: http://ggemis.blogspot.com.br/p/glossario-lgbt.html

Fonte: Gemis.

25 COMENTÁRIOS

  1. Sinceramente, não ficou claro o “I” e o “Q”. Tudo bem, Intersex, mas o que é isso? Estudo Queer também não sei o que é e porque estaria aqui.
    Mesmo assim a matéria ficou muito boa e, até certo ponto, esclarecedora.

  2. Excelente texto!
    Eu tinhas dúvidas quanto ao uso e significado de algumas dessas siglas e vocês ajudaram a esclarecer. Obrigada.

  3. Antigamente os gays e lésbicas eram mais discretos e até os que não eram tinham o seu valor por respeitarem a família hoje a nova geração influenciada pela massa vem esquecendo que ser lgbt e lutar pela sua moral e não escandalizar e impor suas opções para que seja vista como uma forma educacional .
    Assim devemos sim ensinar nossas crianças a respeitarem toda e qualquer diferença e opção de vida e não induzilas em sua opção sexual acredito que a criança desenvolverá suas opções sem influência .
    Tenho amigos lgbt e posso afirmar a vcs que são pessoas de bem sem tem q estar dentro dessa ideologia e tem mais são educadores mas não falam em sala de aula sobre sua opção sexual .

  4. Obrigada pela publicação! Estava com essa dúvida para escrever um artigo sobre o tema e não sabia qual sigla usar. Ajudou bastante!

  5. independentemente de serem gays ou lesbicas ou sei sei la o que forem sao antes de tudo seres humanos iguais a nos e devemos respeitar.

    • Imposição ninguém deve aceitar, mas gostaria de saber o que entende por imposição e o que quer dizer com “não aceitar”.

  6. Não excluir nenhuma manifestação da sexualidade humana: “ Não sentir, ou sentir, atração sexual por adultos humanos vivos não é doentio e não é crime. Para dar consequência, com ato(s) sexual, é preciso também ser consensual.” Ainda que se englobe todas as letras do alfabeto, isso não é problema. Problema é praticar exclusão. A sexualidade humna é variável contínua.

  7. este mundo de meu Deus… tanta bobagem… perca de tempo…não vejo fruto algum nesse movimento, não trouxe e não trará nenhum beneficio pra mim…todos eles pensando no seu proprio umbigo… todos eles ou é macho ou fêmea… ahhh para de Graça!

    • Você é bem hipocrita ne?
      Só porque não traz benefício algum a você, você não vê motivo para esse movimento.
      Ainda diz que os homossexuais só pensam no próprio umbigo.
      Releia o que você disse e verá que o único que está pensando apenas em si mesmo é você.
      Esse movimento tem o objetivo de trazer igualdade, respeito e segurança aos homossexuais.
      Se não te agrada. Se mude para uma bolha.

    • Kkkkkk… e no final machos e fêmeas, independente de inverteram td! Por mais q a mulher consiga ter barba, tirar seios etc. Todo mês menstruará, assim cm os homens por mais q tirem as genitálias no fim nunca q engravidarão… então querendo ou n macho e fêmea. Se querem usar de suas liberdades pra usarem de libertinagem, problema de quem o quer! A liberdade de kda sempre temos q respeitar, libertinagem n!
      Querem ser qlqr coisa, qlqr coisa q se identifique, sejam então. Mas, pelo menos, saibam ser!
      E no fim todos se respeitando, um o espaço do outro. Agr n queiram generalizar dizendo q todos são desrespeitosos, pois n são. Se uns são, são pq são. Aí sim chamar estes de preconceituosos, e geralmente o preconceito rola dos q são da mesma classe, raça etc.

  8. Cada um faz do seu corpo e da sua vida o que quiser desde que não esteja ofendendo o direito alheio,pessoas que tem como costume o preconceito é porque não tem coragem de assumir as próprias vontades,sou hetero e tenho amigos e amigas que não são, porém são os amigos mais sinceros e confiáveis que já encontrei, respeito a todos cada um com a sua escolha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.