Letras Catarinas, primeiro documentário sobre a Academia Catarinense de Letras, será lançado na próxima segunda-feira (11)

Publicado em: 07/12/2017 às 10:56
Letras Catarinas, primeiro documentário sobre a Academia Catarinense de Letras, será lançado na próxima segunda-feira (11)

Um documentário que une literatura, história, dramaturgia e arte. Assim é o Letras Catarinas – a trajetória de uma Academia, que será lançado na próxima segunda-feira (11), às 19h. O filme resgata fatos marcantes dos 97 anos da Academia Catarinense de Letras (ACL). Criada a partir de pesquisa histórica, a narrativa do filme é costurada com cenas de dramaturgia, depoimentos e recitais com os acadêmicos atuais. A dramaturgia foi inspirada em episódios importantes que envolvem personagens como José Boiteux, fundador da Academia, Maura da Senna Pereira, primeira mulher na ACL), Othon D’Eça, um dos significativos presidentes, e Delminda Silveira, mulher relevante para a literatura catarinense. O filme é uma coprodução da Contraponto e da TVi e teve como parceira a própria Academia Catarinense de Letras.

“Este projeto é o primeiro a dar luz à memória da Academia Catarinense de Letras. Nossa proposta foi resgatar o legado de quase um século de história dedicada à literatura. Com este documentário, pretendemos democratizar a memória e o saber literário produzido em Santa Catarina”, diz a jornalista  Maria Thereza Cordeiro, que é uma das idealizadoras do documentário. O presidente da ACL, Salomão Ribas, também comemora a realização do primeiro audiovisual que conta a história da instituição: “O documentário será uma das mais significativas contribuições para a história da Academia. Confio que a ACL será conhecida e seu papel melhor compreendido pelos catarinenses através do Letras Catarinas”.

Para a documentarista Kátia Klock, uma das diretoras, “Letras Catarinas é um recorte livre e parcial sobre uma história de quase 100 anos”. Ela conta que o documentário inicia com os acadêmicos que ocupam hoje as cadeiras da ACL, o que pensam e como se expressam: “Agregamos à realidade atual algumas cenas de dramaturgia baseadas em episódios que marcam a existência da nossa Academia. O resultado é um filme aberto, que dá margem a outras histórias a serem contadas”. Laine Milan, que também está na direção e assina o argumento do documentário junto com Maria Thereza, acredita que “produzir Letras Catarinas – a trajetória de uma Academia é poder contribuir para iluminar a cultura e a identidade de Santa Catarina”.

Letras Catarinas é um projeto realizado com os incentivos da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, e tem patrocínio da Celesc. O documentário terá versões de acessibilidade com audiodescrição, Libras e LSE (Legenda para Surdos e Ensurdecidos) e será distribuído gratuitamente em DVD para escolas e bibliotecas.

LETRAS CATARINAS – a trajetória de uma Academia 

coprodução Contraponto e TVi

parceria Academia Catarinense de Letras

argumento Maria Thereza Cordeiro e Laine Milan

direção e roteiro Kátia Klock, Laine Milan e Maria Thereza Cordeiro

produção executiva Lícia Brancher

direção de dramaturgia Laine Milan

direção de fotografia Marx Vamerlatti

técnico de som Leandro Cordeiro

montagem Nara Hailer e Kátia Klock

motion design Erico Dias

desenho de som Leandro Cordeiro

finalização Nara Hailer e Erico Dias

SERVIÇO

Lançamento: Documentário “Letras Catarinas – a trajetória de uma Academia”

Quando: 11/12 (segunda-feira)

Hora: 19h

Onde: Casa José Boiteux (avenida Hercílio Luz, 523 – Florianópolis, SC)    

 

Deixe uma resposta