Julian Assange deixa a solitária em prisão no Reino Unido

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, foi retirado do confinamento solitário na prisão de Belmarsh, no Reino Unido.

Foto: Lusa Neil Hall

Assange está preso no local desde abril de 2019. A saída da solitária é resultado de petições de sua defesa, segundo informou à Sputnik, nesta sexta-feira (24), Renata Avila, advogada e membro da equipe jurídica e de advocacia pela liberdade de Julian Assange e pela defesa do WikiLeaks.

No início do dia, o Tribunal de Magistrados de Westminster, em Londres, decidiu adiar as audiências sobre a extradição de Assange para os Estados Unidos. A data de início das audiências, antes previstas para fevereiro, foram adiadas para maio deste ano.

Em maio de 2019, o Departamento de Justiça dos EUA indiciou Assange por 17 acusações e exigiu sua extradição. Se condenado por essas acusações, o fundador do WikiLeaks pode pegar até 175 anos de prisão.

O então secretário do Interior do Reino Unido, Sajid Javid, aprovou o pedido de extradição, afirmando que não acreditava que Assange enfrentaria morte ou tortura caso fosse extraditado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.