Julgamento de músico marroquino é adiado

 Casablanca – O  processo do recurso do músico contestatário marroquino Mouad Belghouat, processado por ofensas à polícia e condenado em primeira instância a um ano de prisão efectiva, foi adiado para 09 de Julho, noticiou a AFP.

“O presidente do Tribunal de Apelação de Casablanca adiou o julgamento para 09 (de Julho) e recusou o nosso pedido de liberdade provisória para Mouad”, que compareceu nesta segunda-feira, mas sem fazer nenhuma declaração “, disse Omar Bendjelloun, advogado do arguido, após a audiência desta segunda-feira.

A 11 de Maio último, o cantor “foi condenado a um ano de prisão efectiva pelo tribunal de primeira instância de Casablanca e a uma multa de mil dirhams (90 euros).”

De 24 anos, Mouad Belghouat, é conhecido pelas suas canções críticas contra a monarquia marroquina. Foi detido a 28 de Março último, por três policiais à civil e apresentado no dia seguinte a um tribunal de Casablanca.

A ONG Human Rights Watch (HRW), solicitou por seu turno, as autoridades marroquinas no sentido de “anular” as acusações contra o contestário e libertá-lo.

“Este caso é simplesmente uma questão de liberdade de expressão. Cada dia que ele o (cantor) passa na prisão, lembra à distância entre as leis do Marrocos e a sua prática, assim como os direitos garantidos pela sua nova Constituição,” segundo ONG com sede em Nova Iorque.

Mouad Belghouat, é uma dos cantores mais famosos do Movimento de 20 de Fevereiro, que reivindica mudanças políticas profundas, a eliminação da corrupção e uma monarquia  parlamentar à imagem da Espanha.

Fonte: http://www.africa21digital.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.