Juiz proíbe Folha de S. Paulo de divulgar conteúdo de conversas entre Marcela Temer e hacker

Da Redação. Nem fotos íntimas, nem mensagens comprometedoras, o que levou o hacker que roubou informações do celular de Marcela Temer a chantagear a primeira-dama teria sido um áudio que poderia jogar o nome do marido dela “na lama”. O conteúdo das mensagens trocadas entre Marcela e o hacker foram publicadas nesta sexta sexta-feira (10) pelo jornal Folha de São Paulo. Onze minutos depois de a reportagem estar no ar, um juiz de Brasília concedeu liminar para que a Folha não desse “publicidade a qualquer um dos dados e informações obtidas no aparelho celular”. A penalidade, caso o jornal não cumprir a ordem é R$ 50 mil de multa. Segundo informações do site Jota, a matéria da Folha de São Paulo foi publicada às 18h45. A ação judicial pedindo que o jornal fosse impedido de publicar o conteúdo das mensagens foi protocolada às 17h47 e a liminar, assinada pelo juiz Hilmar Castelo Branco Raposo Filho, da 21ª Vara Cível de Brasília, saiu às 18h56. O juiz diz no documento que “a inviolabilidade da intimidade tem amparo legal claro” e o caso “não pode aguardar o desenvolvimento da marcha processual normal”.

hacker

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.