Juiz dos EUA condena o Irã a pagar 6 bilhões de dólares a familiares das vítimas do 11S

Getty Images

Redação.- A sentença da segunda-feira np caso – Thomas Burnett, Sr et al v. A República Islâmica do Irã e outros – determina que “a República Islâmica do Irã, o Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica e o Banco Central da República Islâmica do Irã” são responsáveis da morte de mais de 1000 pessoas como resultado dos ataques de 11 de setembro, disse o juiz George B. Daniels do Tribunal do Distrito Sul de Nova Iorque.

O Irã deve pagar às famílias “$ 12.500.000 por cônjuge, $ 8.500.000 por pai ou mãe, $ 8.500.000 por criança e $ 4.250.000 por irmão”.

Daniels emitiu outras sentenças por falta de cumprimento contra o Irã em 2011 e 2016 que mandaram a República Islâmica pagar as víctimas e as empresas de seguros bilhões de dólares por danos e mortes nos ataques do sequestrador.

A participação iraniana nos ataques não está comprovada. A Comissão do 11S não achou evidências do apoio do Irã. Alguns sequestradores viajaram através do país persa no seu caminho para o Afeganistão, sem que seus passaportes fossem carimbados.

São apontados como responsáveis dos atentados do 11S: 15 cidadãos sauditas, dois dos Emirados Árabes Unidos, um do Egito e um do Líbano. Ainda assim, os EUA insistem em que Teerã apoiou os sequestradores com treinamentos e ajuda financeira.

Julgamentos JASTA

Em 2016, os EUA aprovaram a Lei de Justiça contra os Patrocinadores do Terrorismo (JASTA), que permite que os familiares de vítimas processem os Estados por sua suposta participação em atos internacionais de “terrorismo”.

Com agências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here