Juiz autoriza investigação sobre papel de Macri em acordo para reduzir dívida de empresa do pai

Correo Argentino, que operou o serviço oficial dos correios entre 1997 e 2003, era de propriedade de Franco Macri, pai do mandatário, e teve dívida amortizada – e reduzida para praticamente zero.

Um juiz argentino aprovou no fim da tarde de segunda-feira (20/02) uma busca de documentos para averiguar o papel do presidente do país, Mauricio Macri, e do ministro de Comunicações, Oscar Aguad, em um acordo do governo com uma empresa que pertencia a Franco Macri, pai do mandatário.

O juiz Ariel Lijo autorizou a busca de informações relativas à reunião de credores que a empresa realizou em 2002. A investigação apura determinar possíveis “condutas delitivas” em um acordo para cobrar uma dívida da empresa.

Fonte: Opera Mundi. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.