Jovem saharui morto a tiros pelo exército marroquino

Publicado em: 27/10/2010 às 13:19
Jovem saharui morto a tiros pelo exército marroquino


Por Associação de Amizade Portugal-Sahara Ocidental.

Sete saharauis foram feridos e encontram-se hospitalizados

24 outubro- Um jovem Saharaui, identificado como Zuber Elgarhi Nayem, foi hoje morto a tiro pelo exército marroquino, e outros sete seus concidadãos resultaram feridos junto ao “Acampamento da Dignidade” nos arredores de El Aaiún, a capital do Sahara Ocidental — a informação foi dada pela agência noticiosa espanhola EFE e viria a ser confirmada pelo delegado da Frente Polisario em Espanha, Bucharaya Beyu.

O triste acontecimento ocorreu às 19.00 de hoje, a poucos quilómetros do acampamento que começou a ser erguido no passado dia 9 de Outubro e onde actualmente se concentram mais de 15.000 saharauis em protesto pela “repressão ” a que são sujeitos, pela espoliação dos seus recursos naturais por parte do país ocupante e pelo eterno adiamento das Nações Unidas em organizar o Referendo de Autodeterminação há décadas prometido.

A viatura em que seguia o grupo saía do acampamento em direcção à cidade de El Aaiún. Após passarem o primeiro controlo, montado pelos saharauis do acampamento, preparavam-se para passar rapidamente o segundo controlo instalado pelo exército marroquino quando os militares marroquinos abriram fogo contra a viatura e os seus ocupantes.

Segundo a EFE, o cadáver de Nayem, juntamente com os outros sete feridos, foi levado para um hospital local. Fontes da resistência saharaui informam que “forças especiais” da segurança marroquinas cercaram entretanto a unidade hospitalar, impedindo o acesso ao mesmo, não se conhecendo, até ao momento, qual o estado de gravidade dos restantes sete feridos.

Acampamento cercado

A Frente Polisario denuncia desde há dias a perigosidade da situação, alertando para aquilo que pode vir a tornar-se uma «calamidade humanitária», face ao cerco cada vez mais feroz a que a polícia e o exército marroquinos têm montado ao acampamento — impedindo a entrada de pessoas, alimentos, água e medicamentos. O “Acampamento da Dignidade” situa-se a cerca de a Este de El Aiún e nele estão já instaladas mais de 2.000 tendas.

Segundo recorda a edição on-line do EL MUNDO, a morte do jovem saharaui ocorre um dia após o termo da nova ronda que o Enviado Pessoal do SG da ONU para o Sahara Ocidental, embaixador Christopher Ross, efectuou à região.

A visita de Ross teve, entre outros objectivos, o de convocar uma nova ronda conversações oficiais entre Marrocos e a Frente Polisario, marcada para Nova Iorque, entre 3 e 5 de Novembro próximos.

Deixe uma resposta