Jornalistas fazem paralisação por 24 horas na Grécia

Por Renata Giraldi*.

A Grécia amanheceu hoje (28) sem noticiários. Em meio à severa crise econômica e política, a Grécia enfrenta uma greve promovida pelos jornalistas de todo país. Por 24 horas, os profissionais de imprensa prometem suspender suas atividades em protesto contra a demissão de cerca de 30% dos jornalistas do país nos últimos meses e exigem melhorias nas condições de trabalho.

A maioria das emissoras de televisão e rádio da Grécia está sem noticiários. A principal agência de notícias do país, a ANA, parou de divulgar reportagens e a maioria dos grandes sites informativos está sem atualização. A paralisação conta com o apoio de todas as entidades sindicais do país.

As entidades sindicais defendem novos acordos coletivos e medidas que protejam os empregos dos profissionais de imprensa. De acordo com dados das entidades, desde 2010 mais de 4 mil profissionais foram demitidos e os que mantiveram seus empregos sofreram cortes até 30% dos salários.

Nos últimos dois anos, três jornais deixaram de circular. Alguns veículos deixaram de ser diários e se tornaram semanais, como o maior jornal de esquerda, To Vima, que agora só sai aos domingos, assim como o Eleftherotypia.

*Com informações das agências públicas de notícias de Portugal, Lusa, e do México, Notimex // Edição: Juliana Andrade

* Repórter da Agência Brasil.

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br

Imagem: http://livingingreece.gr/strikes/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.