Jornalistas discutirão na Bolívia criação da Comuna Comunicacional do Sul

No encontro participarão representantes de todo o continente americano. Foto: Taringa
No encontro participarão representantes de todo o continente americano. Foto: Taringa

Durante três dias, a Bolívia será sede do encontro comunicacional e contará com a participação de convidados internacionais.

A Bolívia celebrará de 20 a 23 de outubro um encontro internacional de especialistas da comunicação para discutir a possível criação de uma Comuna Comunicacional do Sul, como uma grande plataforma continental, informou o Comitê Organizador nesse país sul-americano.

No encontro participarão representantes de países como Chile, Venezuela, Peru, Argentina, Equador, Cuba e Estados Unidos, com a presença de mais de 40 delegados nacionais.

Entre os convidados ao fórum estão a ativista política colombiana Piedad Córdoba, o cineasta venezuelano Carlos Azpurúa, os jornalistas argentinos Cintia García, Carlos Aznárez e Lucila Gallino e o pesquisador espanhol-venezuelano radicado no Equador, Fernando Casado. Ainda, comparecerá o presidente da Federação de Jornalistas do Peru, Ángel Sánchez, entre outras personalidades.

O objetivo desta iniciativa é gerar uma nova linha editorial que consiga contrarrestar a informação que manejam os grandes centros midiáticos hegemônicos no contexto da guerra de IV Geração.

A segunda intenção desse encontro é criar um manifesto de apoio à emissora multiestatal de notícias teleSUR e outro para o Governo da Venezuela, que serão entregues ao presidente da Bolívia, Evo Morales, como uma proposta de defesa da liberdade de expressão.

O conclave é organizado por várias entidades informativas como Correo del ALBA, Prensa Latina, Foro de Comunicadores de Nuestra América, TeleSUR, Radio CEPRA Satelital e a Agência Latinoamericana de Informação, entre outros.

Tradução: Tali Feld Gleiser, para Desacato.info.

Fonte: TeleSUR.

 

Você precisa estar logado para postar um comentário Login