Itaú Unibanco corta 2,7 mil empregos e fecha 207 agências

Itaú Unibanco corta 2,7 mil empregos e fecha 207 agências

itau

O banco Itaú continua a aplicar uma política de demissões e fechamento de agências mesmo com continuidade dos altos lucros. Nesta semana a instituição apresentou o balanço financeiro do terceiro trimestre do ano, que revelou lucro líquido de R$ 5,3 bilhões, sendo que nos nove primeiros meses do ano, o lucro líquido recorrente do banco foi de R$ 16,3 bilhões.

Ainda assim, no último ano, a instituição demitiu 2.753 trabalhadores e fechou 207 agências em todo o País. Em contrapartida, em um ano foram criadas 56 agências digitais, com o objetivo de aumentar a lucratividade. Este modelo de agência, no entanto, sobrecarrega o bancário e precariza o trabalho.

Para o sindicalista Carlos Pereira de Araújo, o Carlão, a tecnologia deve estar a favor da melhoria nas condições de trabalho dos bancários, de melhor atendimento e da redução das tarifas. “Mas o que se vivencia atualmente é a manutenção da cobrança de tarifas, com aumento de demissões e juros elevados, que não se refletem na melhoria dos serviços para o usuário”, diz o diretor do Sindicato dos Bancários do Espírito Santo.

De acordo com cálculos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a cobertura das despesas de pessoal pelas receitas secundárias do Itaú foi de 151,2%. As receitas com prestação de serviços mais a renda das tarifas bancárias cresceram 8,8% em doze meses e somaram R$ 24,6 bilhões. A rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio anualizado foi de 20,0%, com redução de 4,5 pontos percentuais em doze meses.

Foto: Diário Liberdade.

Fonte: BR2 Pontos.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login