Inquérito arrasa decisão de Blair de invadir o Iraque

No dia da divulgação do relatório Chilcot não faltaram protestos à porta do auditório. 

O inquérito aberto em 2009 pelo governo britânico concluiu que o país avançou para a guerra no Iraque antes de estarem esgotadas as vias pacíficas e sem provas da existência de armas de destruição massiva.

Sete anos depois, as conclusões do inquérito ao papel do Reino Unido na guerra do Iraque, divulgadas esta quarta-feira, não deixam dúvidas que a decisão de invadir o país teve como base informações que não eram fiáveis, que Saddam Hussein não constituía a ameaça que Blair e Bush agitavam e que “a ação militar naquele momento não era um último recurso”, como justificaram os dois chefes de governo.

Fonte: Esquerda.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.