Indígenas Kaigang no TISAC e a Guarda Municipal, com ordem do prefeito, querendo despejá-los

Essa manhã, em torno das 5 horas, famílias Kaigang reocuparam o TISAC (Terminal de Integração do Saco dos Limões, desativado). São 21 pessoas, 16 adultos e 5 crianças, que em março do ano passado foram expulsas do local. Existe uma ordem judicial da prefeitura para construir uma casa de passagem no terreno ao lado do Tisac, no entanto, o prefeito Gean Loureiro recorreu para a segunda decisão no TRE no Rio Grande do Sul para que não fosse construída, usando como justificativa a pandemia.

Desde cedo estão com as famílias Kaigang, a Ocupação Marielle, o PCB, o PT e a Coletiva Bem-Viver, entre outros. Os apoiadores que chegam com alimentos em solidariedade aos povos Kaigang estão sendo recebidos pela Guarda Municipal que fechou o terminal e não os deixam entrar.

“A polícia está seguindo a orientação da prefeitura de ordem de despejo, nos deram uma hora pra sair.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.