Incra, Funasa e Dsei entram em greve

Os servidores públicos federais da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e Distrito Sanitário Especial Indígena/Sul (Dsei), em assembleia realizada nesta segunda-feira (9), decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir de quinta-feira, dia 12 de julho. Outras categorias como a Fundação Nacional do Índio (Funai), devem decidir nos próximos dias se aderem ao movimento que paralisa várias categorias de servidores públicos federais em todo o país.

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/SC), já está em greve desde esta segunda-feira, dia 9 de julho, seguindo decisão já tomada em nível nacional e estadual pelos servidores públicos federais. O órgão está com as atividades paradas em quase todos os Estados, à exceção de Rondônia, Sergipe e Rio Grande do Sul.

A decisão dos servidores do Incra foi tomada em assembleia geral realizada no dia 4 de julho e ratifica a posição tomada pelos servidores federais lotados em Santa Catarina, na Assembleia Geral Extraordinária, realizada em 18 de junho de 2012, que aprovou o indicativo de greve por tempo indeterminado, proposto pela Condsef em Plenária Nacional no dia 4 de junho de 2012.

Após inúmeras tentativas de negociação, o governo federal não tem atendido as reivindicações dos servidores e, por isso, como último recurso, decidiu-se por uma greve que, entre outros motivos, busca garantir aos trabalhadores uma política salarial permanente com reposição inflacionária, valorização do salário base e incorporação das gratificações, além do cumprimento, por parte do governo, dos acordos e protocolos de intenções firmados – entre outros.

A luta dos servidores é também pela reestruturação dos órgãos, para que possam prestar um serviço de qualidade à população. Por isso, pedem o apoio e a compreensão da sociedade.

Fonte: Sintrafesc

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here