Hip Hop homenageará jovens executados em Maricá na próxima quarta

Testemunhas afirmam que dois homens ordenaram que os jovens deitassem no chão e os executaram.

Por Vinícius Mansur.

O movimento Nação Hip Hop realizará na próxima quarta-feira (4), em Maricá (RJ), o Ruasia – uma roda de poesia de rua – em homenagem aos cinco jovens executados no último domingo (25). O evento acontecerá às 19 horas no conjunto residencial Carlos Marighella, local onde os jovens viviam e realizavam eventos ligados à cultura hip hop e foram assassinados.

De acordo com o presidente da Nação Hip Hop Maricá, Roots MC, essa será a 16º edição do Ruasia e, pela primeira vez, acontecerá fora do seu espaço tradicional. “Nós vamos fazer lá no Minha Casa, Minha Vida para homenagear os meninos que organizavam uma roda cultural lá e para gente dar continuidade ao trabalho deles”, explicou.

O condomínio se localiza na rua Carlos Marighella, 38, em Itaipuaçu, Maricá.

Chacina

Patrick da Silva Diniz, Matheus Baraúna (16), Sávio Oliveira (20), Matheus Bittencourt (18) e Marco Jhonata (17) foram mortos por volta das 5h30 da madrugada de domingo (25), na área de lazer de um residencial feito pelo programa Minha Casa, Minha Vida, que possui 1.432 apartamentos. Eles voltavam do show de encerramento de uma Bienal organizada pela União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Maricá.

Testemunhas afirmam que dois homens desceram armados de um carro, ordenaram que os jovens deitassem no chão, dispararam os tiros e gritaram que eram milícia e iriam voltar. De acordo com a delgada titular da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, Bárbara Lomba, todos os tiros saíram da mesma pistola calibre 380 e foram dados na cabeça enquanto as vítimas estavam perfiladas, características que indicam a atuação de milicianos. Nenhum dos jovens tinha passagem pela polícia.

A Prefeitura de Maricá decretou luto oficial de três dias, arcou com as despesas do funeral e disponibilizou profissionais de psicologia e assistência social para atender aos familiares. Na última terça-feira (27), o governo local realizou uma edição especial do projeto “Roda Cultural Darcy Ribeiro” e o renomeou para “Sávio Oliveira”. Segundo o funcionário da Secretaria de Direitos Humanos e coordenador do evento, Matheus Coutinho, Sávio era um grande incentivador cultural de Maricá e referência do Hip Hop na cidade. “Essa é uma homenagem a todos os cincos jovens”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.