Haddad sanciona lei que cria política de fomento às rádios comunitárias

Haddad sanciona lei que cria política de fomento às rádios comunitárias

Projeto foi aprovado pela Câmara com apoio do PT em outubro

Cláudio Motta Jr | Linha Direta

A cidade de São Paulo agora tem uma política de incentivo às rádios comunitárias. O prefeito Fernando Haddad se reuniu, na tarde desta quinta-feira (24), com representantes de diversas emissoras comunitárias para anunciar a sanção.

Elaborado em conjunto com os movimentos das rádios comunitárias, o projeto foi apresentado pelo então vereador José Américo em 2011 e foi atualizado este ano, com apoio do vereador Antônio Donato.

A política municipal de fomento ao serviço de radiofusão comunitária destinará o orçamento mínimo de R$ 10 milhões aos projetos apresentados à Prefeitura. Hoje, São Paulo possui mais de 30 veículos comunitários em diversas regiões da cidade.

Durante o encontro, o prefeito falou que estava lisonjeado por ter o privilégio de tornar possível tal política. Segundo ele, no último sábado, quando a Prefeitura inaugurou o Clube Esportivo Náutico Guarapiranga, apenas uma rádio comunitária da região fez a cobertura da ação. Haddad avalia que a iniciativa de São Paulo pode estimular outros agentes públicos a tomar essa iniciativa.

Haddad considera que a política de incentivo às rádios comunitárias vai tornar a comunicação da cidade mais plural.

Advogada do Movimento das Rádios Comunitárias, Marilene Araújo comemorou a conquista. De acordo com ela, a lei representa um marco para a cidade, além de fortalecer e reconhecer o papel das emissoras comunitárias.

Presente no encontro, o secretário municipal de Comunicação do PT, João Bravin, criticou a ação das emissoras comerciais que tentam criminalizar a atuação das rádios comunitárias. O secretário municipal de Relações Institucionais da Prefeitura de São Paulo, José Américo, por sua vez, lembrou de todas as dificuldades que enfrentou quando era vereador e apresentou o projeto.

Representante da Rádio Tiradentes FM, Antônio Dominicio disse ao prefeito que a lei possibilitará que mais pessoas da periferia tenham acesso a informações.

Imagem tomada de: Associação Cantareira

 

Você precisa estar logado para postar um comentário Login