Gilmar perde recurso contra Boulos após ser criticado em artigo

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Por Rafael Neves.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) negou, na última quarta-feira (15), um recurso do ministro do Superior Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes contra o ex-candidato à Presidência Guilherme Boulos (Psol-SP). O ministro do Supremo protestava contra uma decisão de primeira instância que havia negado um pedido para que Boulos pagasse uma indenização de R$ 100 mil por danos morais, devido a um artigo escrito no jornal Folha de S. Paulo, em novembro de 2014. Os desembargadores do TJDF, no entanto, negaram o recurso por unanimidade.

No artigo, Boulos havia levantado uma série de suspeitas que recaíam, à época, sobre Gilmar, incluindo relações com o banqueiro Daniel Dantas e o bicheiro Carlinhos Cachoeira. O texto era uma resposta a uma entrevista que o ministro do Supremo havia concedido à própria Folha, na qual alertou para o risco de “bolivarianismo” no Judiciário brasileiro.

Os desembargadores concordaram com a sentença da juíza Tatiana Dias da Silva, da 18ª Vara da Justiça Federal em Brasília. A magistrada considerou que as citações a Gilmar, “a despeito de não serem exatamente agradáveis à pessoa a que se referem, certamente não resultam em violação de sua honra subjetiva”.

“A liberdade de expressão existe justamente para defender a palavra que incomoda, que aponta as falhas, os erros, os desvios, sobretudo na condução da máquina administrativa e pública. E isso não há de ser nomeado abuso, mas sim maximização dos direitos fundamentais”, diz a advogada Camila Gomes, do escritório de advocacia Cezar Britto, que defende Boulos no caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.