Fuga

Por V.B., para Desacato.info

Presa num mundo sem saída, por onde tento escapar está repleto de grades.

Suplico socorro, mas não me escutam.

Se me escutam não me entendem.

Falo a língua dos loucos que é imensidão desabitada por ninguém.

Cansada de debater-me contra o silêncio de meus berros, meu grito se esvai no imenso buraco onde meu corpo está jogado.

Soterrado aos poucos, minha voz perde a força junto ao meu corpo que morre sem se manifestar.

Qualquer manifestação é vã.

Como a degradação do cadáver dentro de mim.

O ódio e o desprezo que sinto pelo mundo é maior que o amor que tenho pela vida.

Não sei onde tudo vai parar ou onde eu vou parar.

Espero um fim, uma fuga de um mundo sem janelas.

 

Imagem de capa: Pintura de Muhammad Ansi

A opinião do/a autor/a não necessariamente representa a opinião de Desacato.info.

#Desacato13Anos

#RedeDeJornalismoSolidário

#SomandoVozes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.