Floripa instrumental traz talentos nacionais para o Ribeirão da ilha, no próximo final de semana

Publicado em: 07/11/2017 às 13:54
Floripa instrumental traz talentos nacionais para o Ribeirão da ilha, no próximo final de semana

Sexta, sábado e domingo o público poderá assistir gratuitamente alguns dos principais nomes da música instrumental brasileira.

Floripa Instrumental, que reúne alguns dos principais talentos da música brasileira e tem se destacado como um dos festivais mais prestigiados do país, tem nova edição no próximo final de semana. Os shows, todos gratuitos, vão ocorrer a partir das 21h nas noites de sexta(10), sábado (11) e, no domingo (12), começarão às 17h. As performances de virtuoses da música instrumental vão acontecer entre o casario antigo e a natureza da Freguesia do Ribeirão da Ilha, considerado um dos lugares mais bonitos de Florianópolis. É um bairro onde os moradores ainda preservam parte da cultura que é herança dos antepassados açorianos como a pesca, a colheita de ostra na pedra (a forte gastronomia é um dos potenciais econômicos do Ribeirão) e a confecção de canoas.

Antonio Carlos Floriano, idealizador e organizador do festival, comemora os preparativos para esta edição e a consolidação do Floripa Instrumental: “É praticamente o único evento que tem apresentações de grandes músicos, com altíssimo nível técnico, e que acontece fora do centro urbano da cidade. A gente realiza um evento num lugar maravilhoso, que tem um cenário próprio e se tornou importante dentro do panorama do circuito dos festivais da música instrumental”.

O primeiro dia do Floripa Instrumental abre com a apresentação do músico, compositor e arranjador Nonato Lima. O cearense, que atualmente acompanha o cantor Fagner, também tem seus projetos instrumentais com solo, duo, trio e quarteto. Além disso, faz parte da  Orquestra Sanfonas do Ceará e Banda Acaiaca. Normalmente um acordeon remete logo ao forró, mas Nonato procura dar uma nova linguagem ao choro, jazz e o próprio forró com seu jeito de tocar que arranca elogios por onde passa.

Já no segundo dia de espetáculos, três nomes de peso marcarão presença. Daniela Spielmann, grande nome do saxofone no Brasil, já integrou a banda do programa “Altas Horas” da Rede Globo e anualmente participa de festivais como líder, tanto no Brasil como no exterior. O trompetista Silvério Pontes, do interior do Estado do Rio de Janeiro, hoje se dedica exclusivamente à música Brasileira e ao Choro e já tocou ao lado de grandes artistas como Elza Soares, Ed Motta e Cidade Negra. Por fim, de Florianópolis, o músico badolinista de Florianópolis, Geraldo Vargas e Grupo – Bruno Moritz (Acordeon), Marcelo Portela(violão), Osvaldo Pomar Fabricio Gonçalves (percussão). Com dedicada carreira à valorização da música instrumental, Geraldo tem se dedicado ao ensino da música e também já lançou dois CDs autorais: “Sarau do Ribeirão” e “Vila do Desterro”.

Para encerrar o evento, o Floripa Instrumental recebe na última noite dois expoentes do violão brasileiro. Zé Paulo Becker e Cainã Cavalcante se conheceram em 98 numa roda de choro quando Cainã tinha apenas oito de idade. Anos depois firmaram parceria, que resultou num disco com repertório autoral com sete músicas inéditas e três regravações, e diversos shows pelo Brasil. Zé Paulo (48) já cantou com artistas de grande renome como Chico Buarque, Milton Nascimento, Ney Matogrosso e Elza Soares, bem como Cainã (26), que mesmo com pouca idade, possui um sólido histórico de apresentações pelo Brasil e exterior. Cada um com sua bagagem trará muita qualidade e riqueza instrumental para o público presente na noite de encerramento do Floripa Instrumental.

Além dos shows mencionados, acontecerá nos dias 10 e 11 uma programação paralela. Na sexta, após o show do Nonato Lima, terá a apresentação de Guinha Ramires Trio – com Ubroder (percussão) e Ricardo Baumgarten (baixo). No sábado, serão mais duas atrações: às 17h o Choro Catarina, que é o primeiro grupo de chorinho formado só por mulheres em Florianópolis e, na sequência, às 19h, se apresenta a Orquestra de Choro Campeche, que é coordenada por Geraldo Vargas e atualmente reúne 17 estudantes de música das comunidades, principalmente do Sul da Ilha.

Serviço

FLORIPA INSTRUMENTAL

Data: Sexta (10), sábado (11) e domingo (12)  

Horário: Na sexta e sábado os shows terão início às 21h e, no domingo, às 17h

Local: Freguesia do Ribeirão da Ilha

Evento no facebook:

https://www.facebook.com/events/555774931421081/.

 

 

Deixe uma resposta