Florianópolis: a miragem ruiu

1Por Raul Fitipaldi, para Desacato.info.*

Carros luxuosos entre patéticas crateras de asfalto; obras em conclusão eterna; engarrafamentos de cinema trash, na Ilha e nas pontes que a comunicam com o Continente. Agressão constante à natureza. Descaracterização histórica da Cidade. Transporte público de passageiros deficitário, caro e manejado por um oligopólio a partir de uma licitação ‘a la carte’. Mobilidade urbana inviabilizada em todos os sentidos que a concepção abrange. Ocupação do solo desordenada. Instabilidade laboral com terceirização desenfreada. Câmara de Vereadores esquecível e, para parar por aqui, um Prefeito desgastado, tentando tirar a cabeça do buraco político e administrativo. César Souza Jr. negocia dentro do Poder Legislativo cargos a secretarias municipais entre partidos amigos e até opositores, para aumentar sua base de sustentação, em ruínas, e ao menos, chegar melancolicamente ao fim de um mandato que nada aportou à Capital catarinense. Souza Jr. aumentou as pragas que nos assolam e, distanciou, ainda mais, as necessidades entre os cidadãos de terceira e quarta categoria, a imensa maioria de nós então, do seleto grupo dos ricos.

A miragem implantada desde os governos de Angela Amin, de uma Florianópolis moderna, turística, centro de eventos internacionais, cidade de oportunidades quase ilimitadas, ruiu em menos de duas décadas e mostra o rosto de um cadáver de cidade, onde a enganação dos administradores, a falta de transparência e os negociados se apoiam na máquina de propaganda dos amigos do poder, num legislativo incompetente e numa justiça que costuma falhar para o lado mais grosso da corda. Nesse cenário se instala a peça aprovada nos últimos dias, favorável à construção do malfadado hotel-marina na Ponta do Coral, da construtora Hantei.

Alguém, para bem do interesse público, se antecipou aos negócios empresariais e a aprovação, que era entre surdina e silêncio total, veio à tona. A empresa de comunicação da SC 401 baixou o perfil do assunto e ontem, a versão online do DC, no Clicrbs, deu a notícia da ‘aprovação’ através do comentarista de variedades, Cacau Menezes. Segundo Menezes “O projeto segue em tramitação na prefeitura e a concessão do alvará de construção depende agora apenas de pequenos detalhes técnicos.”. O título da postagem era: Fim da novela. Mas, não é o fim, não. E os pequenos detalhes técnicos que alude o comentarista nem são tão pequenos, nem são tão rápidos de resolver, ao menos no âmbito político-social.

Segundo o gabinete do Vereador Lino Peres, da Câmara de Vereadores de Florianópolis, “A aprovação é lamentável. Fere a decisão da Câmara de Vereadores (decisão que também é questionável) de construir ali empreendimento de no máximo 6 pavimentos, elimina mais uma das poucas áreas públicas para lazer no Centro de Florianópolis e contradiz a promessa do então candidato Cesar Souza Jr. defendendo a Ponta do Coral e contrário ao empreendimento: “Nenhum administrador de bom senso pode apoiar”, disse ele à época.”. O gabinete enviou uma nota de imprensa onde aparece o vídeo com as promessas do prefeito César Souza Jr.

Longe de terminar a novela, o roteiro pode virar tragédia para o meio-ambiente, comédia para a transparência, como o próprio Poder Legislativo virou filme policial com algum dos seus representantes como protagonistas no inquérito “Ave de Rapina”.

Neste deserto político mágico, as miragens se quebram cada vez mais rápido. Os discursos se despedaçam no ar. A credibilidade atinge o nível ZERO, e a necessidade de ficar em vigília e mobilização constante perante desmandos e negócios privados é urgente. A discussão da Ponta do Coral não pode ficar encerrada, e também não, circulando apenas num debate sobre a quantidade ‘legal’ de andares do empreendimento. Se o projeto da Hantei passar, será, junto com a última ‘licitação’ do transporte de passageiros e a Operação Ave de Rapina, mais um capítulo para envergonhar Florianópolis.

Ou se discute um Modelo de Cidade entre todos os moradores da Capital, ou nossa qualidade de cidadãos vai pelo ralo de qualquer uma das crateras que os governos Colombo e Souza associados, mantêm, irreverentemente abertas, no asfalto da Ilha.

Fontes

http://wp.clicrbs.com.br/cacaumenezes/2015/02/04/fim-da-novela-2/?topo=67,2,18,,38,67

http://desacato.info/destaques/secretario-de-meio-ambiente-e-desenvolvimento-urbano-da-prefeitura-municipal-teria-assinado-o-licenciamento-do-projeto-da-hantei-para-construcao-na-ponta-do-coral/

Imagem: https://parqueculturaldas3pontas.files.wordpress.com

 *Raul Fitipaldi é jornalista e co-fundador do Portal Desacato e da Cooperativa de Produção em Comunicação e Cultura – CpCC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.