Flávio Bolsonaro é o unico senador a votar contra o adiamento do Enem

Proposta foi aprovada no Senado nesta terça-feira e segue para a Câmara dos Deputados, onde tem apoio

Foto: Mateus Bonomi / AGIF

Por Ricardo Ribeiro.

O único senador que votou contra o adiamento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em razão da pandemia de coronavírus foi Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro.

A proposta, de autoria da senadora Daniella Ribeiro (PP-PB), prevê o adiamento de todas as provas para todas as instituições de ensino do país, inclusive universidades privadas. A medida foi aprovada na noite desta terça-feira (19), por 75 votos a 1.

As provas do Enem estão programadas para ocorrer em novembro. A tramitação coloca pressão no governo Bolsonaro e no ministro da Educação, Abraham Weintraub, que são contrários e resistentes a um adiamento.

O texto agora segue para votação na Câmara dos Deputados, onde tem apoio. Mais cedo, nesta terça, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que seria bom o Planalto adiar os exames antes da votação no Congresso, “para não parecer que foi contra o governo”.

“O governo decidiu não adiar. Então o Senado vota, a gente apensa aos projetos de lei dos deputados que são todos do mesmo teor e manda para sanção”, afirmou Maia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.