FHC recebeu apoio financeiro de grandes meios de comunicação, diz CIA

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi financiado por empresários da “grande mídia” quando disputou as eleições para a Prefeitura de São Paulo, em 1985, segundo um relatório da CIA (Agência Central de Inteligência dos EUA).

documento, datado de 25 de outubro de 1985 e disponibilizado no final de 2016 no site da CIA, destaca que FHC “recebeu significativo apoio financeiro de um grupo de empresários de São Paulo”, de acordo com a embaixada estadunidense no Brasil. Entre esses empresários, estavam “membros da grande mídia”.

Entretanto, o relatório não cita quais seriam esses empresários nem as quantias doadas.

Na época, Cardoso era o líder do PMDB no Senado Federal e licenciou-se de seu cargo para concorrer à Prefeitura da cidade de São Paulo. Porém, ele acabou perdendo a disputa para Jânio Quadros, em 15 de novembro do mesmo ano.

Segundo a embaixada dos EUA, os empresários viam FHC como o principal nome do PMDB para a posterior disputa pelo Governo do Estado de São Paulo e, depois, pela Presidência da República.

O apoio a Fernando Henrique era uma estratégia para dividir o eleitorado com inclinações para a esquerda em um possível confronto com Leonel Brizola nas eleições presidenciais.

“Embora suas visões esquerdistas dificilmente sejam compatíveis com aquelas dos empresários conservadores, eles veem Cardoso como a alternativa mais elegível ao mais radical Brizola”, relata o informe.

Em 1988, o político deixou o PMDB para se juntar ao PSDB, do qual foi um dos fundadores. Posteriormente, foi presidente da República em dois mandatos consecutivos (1995-2003) e ainda hoje é uma das figuras mais influentes de seu partido.

Diário Liberdade tentou entrar em contato com a Fundação Fernando Henrique Cardoso, mas não obteve resposta.

fhc-cia

Foto: Blog da Cidadania

Fonte: Diário Liberdade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.