Embaixada dos EUA em Bagdá é atingida por foguetes

Uma pessoa teria ficado ferida; primeiro-ministro iraquiano afirma que ataque pode ter 'graves consequências'.

Foto: Wkicommons

A embaixada dos Estados Unidos em Bagdá foi alvo de ataque de foguetes neste domingo (26/01). De acordo com a emissora de TV norte-americana CNN, ao menos três projéteis atingiram o local, deixando uma pessoa ferida, mas sem gravidade.

Após a notícia do ataque, o Departamento de Estado dos EUA pediu que Bagdá “cumpra suas obrigações de proteger nossas instalações diplomáticas”.

A embaixada fica na chamada Zona Verde, onde estão prédios governamentais e representações diplomáticas, e é considerada uma área segura da capital iraquiana.

O primeiro-ministro do Iraque, Adel Abdul-Mahdi, disse que ordenou uma investigação e que tropas sejam enviadas para a área. “Denunciamos a continuação desses atos ilegais, que enfraquecem o Estado e infringem sua soberania”, disse em declaração divulgada pela Agência de Notícias Iraquiana (INA).

Para o premiê, atos como o bombardeio deste domingo causam “graves consequências para todo o país” e prejudicam “seus interesses e relações”, acrescentou.

Iraquianos temem que os EUA e o Irã possam usar o Iraque como palco de um confronto sangrento. No começo do mês, um ataque norte-americano perto de Bagdá matou o mais alto comandante do setor de inteligência e das forças de segurança do Irã, Qassim Soleimani. O ataque elevou as tensões entre Teerã e Washington.

Os Estados Unidos mantêm 5,2 mil soldados no Iraque e exercem forte influência econômica no país. O Irã, por sua vez, também tem poderosos aliados no país.

Na última sexta-feira, o Pentágono anunciou que 34 soldados norte-americanos foram diagnosticados com lesões cerebrais traumáticas após o ataque em retaliação à morte de Soleimani contra bases no Iraque.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.