Em nota, MST ressalta a importância do legado de Fidel para as gerações futuras

Em nota, MST ressalta a importância do legado de Fidel para as gerações futuras

Na noite desta sexta-feira (25), o revolucionário Fidel Castro veio a falecer. O governo de Cuba decretou nove dias de luto nacional, contados a partir deste sábado (26). Havana também anunciou que o funeral de Fidel será no dia 4 de dezembro, no cemitério Santa Efigência, na cidade de Santiago de Cuba. Mas o corpo do ex-presidente deve ser cremado ainda hoje, conforme a vontade do próprio Fidel, informou seu irmão e sucessor político, Raúl Castro.

Diante de tão grande perda, o MST divulgou uma nota onde ressalta a importância do legado de Fidel para as gerações futuras e o homenageia por ter preenchido seu papel de indivíduo na história com a de um “Comandante Revolucionário: sábio, incansável, forte e humano.”

“Nós, irmanados pelo ideal de construir um mundo sem exploradores e explorados, sabemos que somente um revolucionário socialista ousaria e seria capaz de dar tamanha contribuição à humanidade. E o Comandante Fidel Castro soube contagiar um continente e servir de referencia para uma geração de revolucionários com seus ideais socialistas. A bandeira do socialismo sempre esteve firmemente empunhada pelo companheiro Fidel Castro. E assim continuará, porque as gerações futuras transformarão em realidade a utopia de uma humanidade socialista, a mesma que alimentou a vida revolucionária do Comandante Fidel Alejandro Castro Ruz”, salienta trecho da nota.

Confira abaixo na íntegra.

A morte  de Fidel Castro, o Revolucionário.

Ontem, dia 25\11, perdemos fisicamente a companhia cotidiana do comandante Fidel Alejandro Castro Ruz

A suas qualidades pessoais agigantou um individuo, um povo, um país, uma causa: a Revolução socialista.

A história se encarregará de fazer com que a lacuna que se abre nessa data será sempre mais larga e profunda. Fidel fará sempre, e  cada vez mais, falta junto a todas e a todos que ousam sonhar e lutar por uma humanidade que se encontre, plenamente, com os ideais do humanismo, da democracia, da justiça social e da fraternidade, os ideais de uma humanidade socialista. O papel do individuo na história Fidel o preencheu com a de um Comandante Revolucionário: sábio, incansável, forte e humano.

Com a maestria que caracteriza os que entram para a história por seus ideais altruístas,  Fidel soube conduzir o Povo Cubano a andar de cabeça erguida, digno, altivo, ciente que é portador da esperança de uma nova sociedade para a humanidade.  Juntos, Comandante e Povo, descobriram que a Revolução é cotidiana.

E a pequena Ilha do Caribe, sob o comando do seu filho Revolucionário, soube se agigantar perante o mundo. Tornou-se  gigante não por deter um aparato bélico e uma prepotência diplomática que é própria justamente das potencias imperialistas que as querem destruir. Cuba agigantou-se no cenário internacional porque, incansável e com tenacidade, perseguiu e conquistou sua Soberania Politica. E foi além, é gigante a Ilha do Povo Cubano  porque nenhum país, na história da humanidade, exerceu com tanta primazia o principio revolucionário da solidariedade internacionalista. Haverá algum país, em nosso planeta, que em determinado momento não recebeu a solidária e fraterna ajuda de um médico ou de uma médica cubana? Haverá alguma catástrofe, natural ou causada pelo homem, que não recebeu voluntários e voluntárias cubanas para amenizar as dores da destruição e das perdas humanas?

Um povo digno, culto e altivo, um país soberano e solidário, dizem, os inimigos da humanidade, que foi obra de um ditador. Nós, irmanados pelo ideal de construir um mundo sem exploradores e explorados, sabemos que somente um revolucionário socialista ousaria e seria capaz de dar tamanha contribuição à humanidade. E o Comandante Fidel Castro soube contagiar um continente e servir de referencia para uma geração de revolucionários com seus ideais socialistas. A bandeira do socialismo sempre esteve firmemente empunhada pelo companheiro Fidel Castro. E assim continuará, porque as gerações futuras transformarão em realidade a utopia de uma humanidade socialista, a mesma que alimentou a vida revolucionária do Comandante Fidel Alejandro Castro Ruz.

Viva Fidel Castro!
Viva o Povo Cubano!
Viva o Socialismo!

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra\ MST.
São Paulo\Brasil, 26 de novembro de 2016.

Fonte: MST. 

Você precisa estar logado para postar um comentário Login