Em Joinville servidores tem ato marcado para o dia 02 de outubro

Nos postos de saúde de Joinville faltam remédios. Nos CEIs só tem sardinha para as crianças comerem. Em todas as áreas faltam equipamentos de proteção individual (EPIs) para os servidores trabalharem. Professores têm seu tempo de hora-atividade – período destinado à preparação de aulas – cancelado, porque a Prefeitura não contrata profissionais suficientes. No Hospital São José, faltam leitos e macas comuns estão sendo transformadas em UTI.

A categoria dos servidores municipais está adoecendo, pois sofre diariamente com a falta de investimentos do governo do serviço público, com assédio moral grave, com trabalho triplicado. Não bastasse, a Prefeitura realiza descontos ilegais no salário de centenas de seus trabalhadores, revoga com um simples “canetaço” direitos previstos em lei, tenta aumentar a carga horária de quem atende pacientes com transtornos mentais graves no setor público, corta o adicional de insalubridade até mesmo dos coveiros – que estão trabalhando sem EPIs. Quem ousa denunciar toda esta situação à comunidade é transferido arbitrariamente, como aconteceu na Subprefeitura Sul e no São José.

Se o serviço público ainda existe em Joinville, se o Hospital e unidades como os CAPS fazem trabalhos de referência, se a educação municipal ganha prêmios nacionais, é tudo pelo grande esforço individual dos servidores. Filas, falta de remédios, falta de professores, falta de vagas nos CEIs, falta de merenda e falta de obras necessárias são culpa da Prefeitura. A intenção deste governo – representante dos empresários da cidade – é desacreditar o que é público para permitir que tudo seja feito pelos seus amigos da iniciativa privada.

É hora de dar um basta e exigir o que é de direito da comunidade e dos trabalhadores da Prefeitura. Os servidores municipais querem trabalhar, mas chegaram ao limite e entram em greve na segunda-feira (2/10). Esta é a única linguagem que o governo Udo entende.

O apoio da comunidade é essencial para que o movimento seja forte, rápido e conquiste melhorias para o serviço público de toda a cidade. Toda a cidade está convidada a participar do ato que acontece segunda, às 9 horas, em frente à Prefeitura.

Fonte: Sinsej.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.