Em Honduras, jornalista e ativista dos direitos humanos recebe ameaças de morte

Por Tania Lara/AP.

A jornalista independente e ativista dos direitos humanos Itsmania Pineda Platero, de Honduras, denunciou estar recebendo constantes ameaças de morte por telefone, segundo a Repórteres Sem Fronteiras.

No dia 13 de dezembro de 2011, ela organizou uma manifestação pela investigação dos 17 assassinatos de jornalistas registrados em Honduras nos dois últimos anos e pela proteção da liberdade de expressão no país. O protesto foi repreendido por militares.

Após o incidente, 15 jornalistas mulheres apresentaram um denúncia à Promotoria Especial de Direitos Humanos para exigir a punição dos militares, de acordo com o diáro La Tribuna.

Pineda é diretora da organização de direitos humanos Xibalba e denuncia não ter recebido proteção das autoridades após relatar as ameaças de morte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.