Em Honduras, jornalista e ativista dos direitos humanos recebe ameaças de morte

Por Tania Lara/AP.

A jornalista independente e ativista dos direitos humanos Itsmania Pineda Platero, de Honduras, denunciou estar recebendo constantes ameaças de morte por telefone, segundo a Repórteres Sem Fronteiras.

No dia 13 de dezembro de 2011, ela organizou uma manifestação pela investigação dos 17 assassinatos de jornalistas registrados em Honduras nos dois últimos anos e pela proteção da liberdade de expressão no país. O protesto foi repreendido por militares.

Após o incidente, 15 jornalistas mulheres apresentaram um denúncia à Promotoria Especial de Direitos Humanos para exigir a punição dos militares, de acordo com o diáro La Tribuna.

Pineda é diretora da organização de direitos humanos Xibalba e denuncia não ter recebido proteção das autoridades após relatar as ameaças de morte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here