Eduardo Bolsonaro anuncia que doará 10% do salário por três meses e toma invertidas nas redes

Porcentagem pequena da doação foi elemento mais criticado e ironizado pelo Twitter, inclusive por pessoas que disseram ter se arrependido de votar no deputado.

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Na noite desta sexta-feira (3), o deputado Eduardo Bolsonaro quis mostrar que é uma pessoa solidária e anunciou que doará parte do seu salário, durante os próximos 3 meses, para o combate da pandemia do coronavírus.

Porém, o tamanho dessa solidariedade foi colocado em dúvida pelos seus seguidores, já que o parlamente e filho do presidente falou que a doação será apenas de 10% do salário.

“Doarei uma parte do meu salário e defendo reduzir os salários de deputados e senadores, e encaminhar verbas parlamentares para a saúde. Anunciei hoje que doarei 10% do meu salário pelos próximos três meses para o combate à pandemia”, afirmou Eduardo.

As respostas não tardaram em chegar, e muitas delas criticaram ou ironizaram o percentual baixo desse corte. Por exemplo, uma tuiteira comentou “Noooooossa, não vai fazer falta 10%??? Piada pronta. Votei em vc e me arrependi”.

Outro internauta lembrou do esquema das rachadinhas do seu irmão, o senador Flávio Bolsonaro – na época em que este era deputado estadual no Rio de Janeiro e cobrava, através do assessor Fabrício Queiróz, um percentual dos salários dos seus assessores, segundo investigação da Justica. O comentário surgiu pelo fato de que Eduardo disse que teve a ideia conversando com seus assessores.

O filho do presidente Jair Bolsonaro também disse que apresentará projeto de lei cortando em 70% a verba indenizatória dos deputados por 120 dias, também para que esses recursos sejam encaminhados para a saúde. “Minha ideia é dar o exemplo moral e tem que vir do topo, de quem ganha o teto do legislativo, ou acima do teto”, explicou o parlamentar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.