E começou

Por Rosangela Bion de Assis, para Desacato.info.

Era junho

Quando saí da sala, tive vontade de gritar

Segurei a vontade e o menino irmão.

Saí do Dias Velho

a cidade havia escurecido.

Pelo calçadão, seguimos apressadamente.

As moedas e notas pequenas que eu tinha na bolsa de crochê foram distribuídas pelo caminho

Era preciso dividir uma pequena amostra daquela sensação maravilhosa.

– Um emprego, um emprego como jornalista.

No ônibus da Limoense, passe de papel amassado na mão, mais risadas contidas e abraços explosivos.

Uma porta se abriu

– Um trabalho como jornalista num Sindicato.

Eu não tinha a menor ideia do que isso significava.

Quem poderia ter, aos 20 anos.

Naquela noite, eu e meu irmão filho deixamos os livros do lado da cama.

Minhas irmãs não entenderam direito, minha mãe teve medo

– Num Sindicato.

Não lembro dos planos que fiz e refiz entre os sonhos daquela noite de quase inverno.

Só sei que foi ali que começou

há 30 anos.

 —

Rosangela Bion de Assis é jornalista, poetisa e presidenta da Cooperativa Comunicacional Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.