Diretora é assassinada na escola Januária no Campeche

Por Vereador Marquito.

O crime foi cometido por seu ex companheiro.
Como presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e Promoção da Igualdade de Gênero, prestamos as nossas condolências à família e amigos.
Reiteramos que toda e qualquer tipo de violência é inaceitável e deve ser combatida.
Atos de feminicídio devem ser repudiados, responsabilizados e punidos.

É inaceitável para uma sociedade que se diz moderna que mulheres sejam tratadas como posses! Mulheres não são propriedades, elas precisam ser respeitadas!
Qualquer ato que tenha como base a misoginia, o machismo, deve ser punido e jamais banalizado!

A grande mídia está noticiando o fato como “crime passional”.Foi um crime de FEMINICÍDIO, assassinato de uma mulher somente por ser mulher!

A maior parte das vítimas de violência (física, sexual, psicológica, entre outras) no Brasil é mulher. São 68% contra 32% de vítimas masculinas.

De acordo com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação, mantido pelo Ministério da Saúde, a cada quatro minutos uma mulher sofre agressão. Sem contar que há também um alto índice de subnotificação.

Se depender deste governo, que com seu discurso legitima e naturaliza a violência, a situação pode piorar ainda mais.
Portanto, é fundamental que o tema da violência contra a mulher tenha amplo destaque em nossas lutas.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.