DIEESE e diversos sindicatos tiveram portas arrombadas no prédio da FECESC

Presidente da Fecesc (Federação dos Trabalhadores do Comércio de Santa Catarina), Francisco Alano fala do arrombamento e furtos ocorridos no prédio da Federação.

Entrevista: Rosangela Bion de Assis
Câmera: Jana Machado

Mais informações no JTT de quinta-feira, ao meio dia.


Nota de alerta da FECESC diante do arrombamento ocorrido em sua sede

Os dirigentes e empregados da FECESC foram surpreendidos na segunda-feira, 10/06, ao chegarem para o trabalho e constatarem o arrombamento de várias salas, inclusive no 4º andar, onde funciona a área administrativa da Federação. Várias outras entidades que têm sede no edifício, entre eles o Sindicato dos Trabalhadores em Edifícios e o DIEESE, tiveram as portas arrombadas.

Na Federação, o (ou os) invasor(es) se dirigiu exatamente ao andar da administração e revirou as salas das pessoas que tinham mais envolvimento com a parte administrativa e política da Federação: a sala do presidente, do tesoureiro e da administradora geral. Nessas salas havia armários abertos, gavetas arrombadas, papéis espalhados pelo chão. Ali, estranhamente a(s) pessoa(s) burlou(burlaram) o alarme, que permanecia acionado na segunda pela manhã.

Causa preocupação o fato de que levaram da Federação justamente o notebook da Presidência e o da Tesouraria, além de dois HDs. Em uma das unidades têm toda a parte de finanças da Federação e na segunda está armazenada a memória administrativa e política da entidade. Uma boa parte da história da FECESC está naqueles HDs, informações que não estão mais armazenadas nos computadores. De todo o prédio, foi levado somente mais um notebook, do Sindicato dos Nutricionistas. Por que alguém entra num prédio e leva apenas três notebooks e dois HDs?  E não leva mais absolutamente nada? Há no prédio inúmeros computadores, equipamentos fotográficos, que não foram levados; levaram exatamente aqueles equipamentos que contêm informações.

A Polícia Militar e a Polícia Civil já estiveram na Federação, foi registrado Boletim de Ocorrência (BO) e recolhido materiais e impressões digitais, na tentativa de identificar o(s) autor(es) do arrombamento.

A diretoria da FECESC não descarta a hipótese de o objetivo desta invasão ter sido a busca de informações, com o intento de fazer uso político. Fica assim a dúvida: se foi um arrombamento por questões políticas, de levar documentos, quem são os mandantes?

Estamos vivendo um momento político complicado, em que as entidades com posição política de esquerda são visadas. Não confiamos nas pessoas que estão governando o país. Nada do que nos foi levado nos compromete, mas levaram a nossa memória documentada, inclusive parte de registros irrecuperáveis. São documentos políticos de interesse da entidade e do conjunto de entidades que fazem a política na grande Florianópolis e em Santa Catarina.

A Federação divulga esta preocupação e faz um alerta a todas as demais entidades para esta possibilidade.

Diretoria Executiva da FECESC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.