Denunciamos o machismo e a atitude infame de Raul Gransotto

Denunciamos o machismo e a atitude infame de Raul Gransotto

Neste 26 de novembro, um dia após os atos internacionais de “Não violência contra às mulheres”, o coletivo Feminista da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP), Pastoral da Juventude Rural (PJR), junto aos companheiros, repudiam, por meio deste documento, as agressões feitas através da rede social facebook, contra a companheira Maire Hoffmann, militante dessas organizações.

b9854c04-5601-451d-88cb-75a34df2340e
Comentário feito por Raul Gransotto.

A pessoa que agrediu Maire por meio de seu comentário, usou expressões que refletem a sociedade machista e patriarcal que temos hoje no Brasil. Repudiamos todas as atitudes que ferem nossas companheiras e companheiros, por isso, nos unificamos nestes escritos para denunciar práticas que remetem a um pensamento fascista de sociedade.

Gostaríamos de reforçar neste espaço, que não estamos sozinhas e sozinhos. Com o Portal Desacato e o Jornal Comunitário, evidenciamos esta denúncia para toda a América Latina e para companheiros e companheiras espalhados/as pelo mundo. Aproveitamos para questionar: Que exemplo de sociedade vamos construir com pessoas que desejam implantar um padrão de beleza mercantil? Quem chama a nós mulheres de vagabundas pelo fato de denunciarmos as injustiças e de nos posicionarmos em defesa da vida?

Deixamos registrado, que você agressor, não se encaixa neste padrão de beleza mercantil que propriamente defende, portanto, és também excluído dessa sociedade classista. Quem és tu para chamar-nos de vagabundos/as? Não devemos nada a ti, nem mesmo desejamos estar perto de gentes que a teu exemplo mostram o que tem de pior: ódio e machismo. Portanto, que fique registrado nosso repúdio, nossa indignação. Estamos tomando as providências junto à Justiça, para que de fato ela cumpra seu papel e não mais permita que agressões sejam reproduzidas, nem por você, nem por ninguém que se pareça contigo.

Assinam este documento, todas as vagabundas, putas, bruxas da história, que continuam a indignar-se. Essas, que junto com seus companheiros de vida, de luta, espalham beleza, alegria, justiça, liberdade, amor, conhecimento. #Mexeucomumamexeucomtodas!

Você precisa estar logado para postar um comentário Login