Datafolha: Maioria dos brasileiros diz que vai perder renda, mas prefere ficar em casa

A maioria da população (76%) discorda da posição do presidente Jair Bolsonaro e acredita que o mais importante, neste momento, é o isolamento social

Foto: Carolina Antunes/PR

Jornal GGN – O pessimismo dos brasileiros frente ao coronavírus aumentou e 69% dos entrevistados pelo Instituto Datafolha acreditam que irão perder renda nos próximos meses. Por outro lado, a maioria da população (76%) discorda da posição do presidente Jair Bolsonaro e acredita que o mais importante, neste momento, é o isolamento social.

A preocupação é maior entre os mais pobres. Entretanto, de acordo com a pesquisa, se antes grupos econômicos sentiam-se mais protegidos, agora o aumento da insegurança se dá em todas as classes sociais. Um total de 73% entre os que detêm até dois salários mínimos acreditam que vão perder dinheiro. E um total de 67% entre os mais ricos, com renda superior a 10 salários mínimos, também.

Ainda, o cenário se complica quanto à organização do orçamento familiar futuro. Segundo o Datafolha, 40% afirmaram ter o suficiente para se sustentar por no máximo 1 mês, 11% para menos de 15 dias e 6% disseram já não estar conseguindo se sustentar.

O pessimismo ainda aumentou de maneira geral, com 56% dos entrevistados acreditando que a epidemia do Covid-19 irá prejudicar a economia “por muito tempo” e 37% afirma que as perdas financeiras pessoais também serão “por muito tempo”.

E a maioria dos brasileiros importam-se mais com a segurança das vidas do que com as finanças: 76% concordam que o mais importante agora é ficar em casa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.