Curso de formação permite analisar a história do sindicalismo no Brasil

A História do Sindicalismo no Brasil e o Papel do Dirigente Sindical foi tema do encontro de formação promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de São José (Sintram/SJ), na sexta-feira (8) e no sábado (9), na sede da Escola de Formação Sindical Sul (CUT), em Florianópolis.

Samuel Fernando de Souza, professor na Escola DIEESE de Ciências do Trabalho, apresentou a história do movimento sindical a partir do início do século XX até os dias atuais. Para fazer esta construção, Samuel usou como base, entre outros exemplos, as demandas apresentadas pela classe trabalhadora na greve geral de 1917 e o Decreto 19.770, a chamada Lei de Sindicalização, de 1931. Este último documento, assinado por Getúlio Vargas, estabeleceu à época medidas para regularizar a sindicalização de classes patronais e operárias.

Ao analisar o registro de fatos históricos relacionados à luta sindical, foi possível perceber inúmeras semelhanças entre as demandas dos trabalhadores em diferentes épocas e contextos, desde os primeiros movimentos de organização até a atualidade. Em especial, o debate girou em torno do papel e da atuação do Estado em relação a essas reivindicações. Observar novas nuances da história política do país permite um outro olhar acerca das ações de diferentes governos, medidas que afetaram a vida de todos os trabalhadores ao longo dos anos.

O presidente do Sintram/SJ, Marcos Aurélio dos Santos, ressaltou que as reflexões feitas ao longo dos dois dias de formação reforçaram a necessidade de estruturar movimentos sindicais ainda mais combativos e atuantes frente às atuais investidas contra a classe trabalhadora. Conhecer e analisar a história, diz ele, nos dá subsídios para planejar ações em defesa dos trabalhadores, o que, por fim, representa também defender a população como um todo.

Samuel Fernando de Souza
Possui graduação em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998), mestrado em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003) e Doutorado pela UNICAMP (2007). Desenvolveu seu pós doutoramento junto ao CECULT – Departamento de História – UNICAMP no período de 2008 a 2012.

Atualmente é professor na Escola DIEESE de Ciências do Trabalho. Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: mundo do trabalho, legislação social e trabalhista, Justiça do Trabalho e Era Vargas. (Fonte: Currículo Lattes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.