“Cuba se abre, mas não vira capitalista”

betto fidelPor João Paulo Charleraux.

Fidel Castro, aos 88 anos, viu passar oito presidentes dos EUA, sendo que quatro deles ele enterrou; e mais de 20 diretores da CIA, sendo que todos eles tiveram o projeto de assassiná-lo”, me disse Frei Betto em entrevista que fiz com ele em dezembro, sobre o reatamento entre Washington e Havana, que reabriram hoje suas embaixadas num gesto mútuo de reconciliação depois de mais de 50 anos de gelo.

Para Betto, a reabertura das embaixadas “é mais uma vitória cubana do que americana, porque o próprio Obama declarou que o isolamento não funcionou”.

O religioso, que é amigo pessoal dos Castro e viaja todos os anos à ilha, aposta que “Cuba não vai para o capitalismo”, mesmo com as fronteiras abertas. Segundo ele, “há uma decisão muito arraigada no governo cubano, no povo cubano, de não perder as conquistas da revolução. Cuba não vai entrar na órbita capitalista como todo o Leste Europeu entrou”, disse.

“Depois do que aconteceu com os países da ex-URSS, Cuba ficou com muito temor desse processo, porque esses países do Leste Europeu pioraram do ponto de vista dos índices sociais quando voltaram ao capitalismo. Cuba teme esse futuro. Eles manterão uma sociedade na qual os direitos sociais são garantidos acima dos direitos pessoais.”

Façam suas apostas.

Fonte: jpcharleaux.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.