Criolo, Mano Brown, Maria Gadú e outros artistas estarão no ato em SP por Diretas Já

2017-06-02 09:06

Manifestação em defesa da PEC das eleições diretas acontece no Largo da Batata, neste domingo

Criolo, Mano Brown, Maria Gadú e outros artistas estarão no ato em SP por Diretas Já

Após o ato que aconteceu na praia de Copacabana do Rio de Janeiro e reuniu um público de cerca de 150 mil pessoas em defesa das eleições diretas para a Presidência da República, no último dia 28, é a vez de São Paulo ocupar as ruas da cidade com a presença de grandes nomes da música brasileira.

Leia também: Artistas e intelectuais articulam frente em defesa da cassação de Temer pelo TSE

O ato “SP pelas Diretas Já”, principal bandeira das manifestações populares contra o governo golpista de Michel Temer (PMDB), acontece neste domingo (4), às 11h, na região do Largo da Batata, Zona Oeste da cidade, próximo ao metrô Faria Lima.

Entre os artistas que participarão do evento estão Criolo, Emicida, Maria Gadú, Chico César, Mano Brown, Péricles e Tulipa Ruiz.

O objetivo da manifestação na capital paulista é pressionar o Congresso Nacional a aprovar a emenda à Constituição que permita eleições diretas para a presidência da República.

“Entendemos que esse Congresso Nacional que está aí, com centenas de parlamentares envolvidos em denúncias e escândalos, não tem condições morais de determinar como será o futuro do país”, dizem os organizadores na descrição do evento no Facebook.

Diretas

Nesta quinta-feira (31), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, por unanimidade, em votação simbólica, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 67/2016, que prevê eleições diretas para presidente e vice-presidente da República em caso de vacância dos cargos nos primeiros três anos do mandato.

Para que passe a ter validade, no entanto, a PEC precisa ser aprovada em dois turnos nos plenários do Senado Federal e da Câmara dos Deputados.

Partidos

Após o ato no Rio de Janeiro, os organizadores do evento decidiram ressaltar a importância da luta dos partidos políticos na construção e fortalecimento da campanha por “Diretas Já” e na defesa da democracia. De acordo com a nota divulgada nesta quinta, “Em nenhum momento falamos em barrar ou excluir qualquer movimento do nosso ato, como foi publicado com sensacionalismo, em matérias na grande imprensa”.

Leia a íntegra da nota:

Nós, organizadores do ato ‘SP pelas Diretas Já’, respeitamos a representação e a luta dos partidos políticos engajados pelas Diretas Já e o papel primordial dos mesmos na construção e na defesa da nossa democracia. 

Em nenhum momento falamos em barrar ou excluir qualquer movimento do nosso ato, como foi publicado com sensacionalismo, em matérias na grande imprensa. Pelo contrário: achamos fundamental para a relevância da nossa manifestação a participação de todas e todos que estejam alinhados à causa das Diretas.

O que estamos propondo é uma nova linguagem: a partir de uma convocação da manifestação feita por artistas, mídia ativistas e grupos culturais, queremos estimular e envolver diversos setores da sociedade, inclusive os partidos, em torno dessa pauta urgente e que nos une.

Faremos um ato político com arte onde as falas dos movimentos sociais e culturais que acontecerão longo do domingo vão abordar as Diretas Já e outras pautas nacionais de oposição ao desastroso governo Temer.

Reiteramos nosso convite para que todas e todos participem e se manifestem da maneira que desejarem para ocupar o Largo da Batata e fazermos um ato histórico, digno do espírito democrático e inovador da nossa querida cidade.

Fonte: Brasil de Fato

Deixe uma resposta