Coronavírus: 10 boas notícias que renovam nossas forças no combate à doença

Em meio à pandemia, ainda há solidariedade entre povos, políticas públicas e avanços de cientistas em soluções de cura. Confira:

Imagem: Reprodução Revista Fórum

Por Luisa Fragão.

Desde que o coronavírus foi classificado como pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS), levando à morte milhares de pessoas ao redor do mundo, diversos países passaram a adotar medidas de emergência para combater o vírus. Isolamento, quarentena, fechamento de comércios, cancelamento de aulas e eventos culturais passou a fazer parte do cotidiano das populações.

Notícias de casos confirmados e mortes também se tornaram rotina nos jornais. Contudo, há também aquelas positivas que renovam a esperança de que a pandemia pode – e deve – ser controlada em breve.

Fórum selecionou 10 notícias que mostram solidariedade entre povos, políticas públicas e avanços de cientistas em soluções de cura. Confira:

Com medidas simples de controle, aliadas à tecnologia de ponta, o país desenvolve uma vacina e já criou um remédio que conseguiu curar mais de 1.500 pacientes.

Claudio Lottenberg alerta, no entanto, que medicamento deve ser utilizado apenas sob prescrição médica.

“Vamos apoiar todos os demais países que estão enfrentando a atual conjuntura”, disse a embaixada da China em Caracas, através de um comunicado.

Também estão produzindo lençóis e roupas hospitalares, que serão entregues aos hospitais das redes pública e privada, materiais que estão em falta em muitos países onde a pandemia já chegou.

O Ministério de Relações Exteriores do país disse que vai adotar as medidas sanitárias necessárias para receber os passageiros. “São tempos de solidariedade”, disse em nota.

De acordo com o governador do Maranhão, medida busca movimentar o setor econômico de eventos culturais durante a pandemia.

Desde janeiro, esta é a primeira vez que a cidade de Wuhan, na região de Hubei, epicentro da doença, não registra contaminação entre os moradores.

Organização também insistiu para que países “implementem medidas abrangentes, com o objetivo de conter a transmissão da Covid-19 e diminuir os contágios”.

A proposta é defendida há décadas pelo atual vereador Eduardo Suplicly (PT-SP), que escreveu um livro defendendo a adoção do que chama de renda básica da cidadania.

Governo brasileiro incorporou cubanos no edital do Mais Médicos para ajudar a controlar o surto de coronavírus no país. Antes, contratação estava restrita a profissionais formados no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.