Continua descaso com os atingidos da UHE Baixo Iguaçu

Continua descaso com os atingidos da UHE Baixo Iguaçu

O Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB vem a público manifestar profundo repúdio perante o cancelamento da reunião de negociação, pela Neoenergia e Governo do estado, envolvendo os atingidos pela UHE Baixo Iguaçu.

Na última reunião realizada em Curitiba no dia 14 de setembro de 2016 ficou acordado, com o Governo do Estado, Ministério Público e Defensoria Pública do estado do Paraná que, nesta quarta-feira, dia 05 de outubro seriam apresentadas áreas para reassentamento, valores das terras e plano para o Núcleo Urbano de Marmelandia. As famílias atingidas aguardam há mais de 3 anos pela garantia dos seus direitos.

Neste sentido reafirmamos que o cumprimento dos acordos e prazos é fundamental para o bom andamento do processo de negociação. Este rito de violência expressiva não pode se tornar regra, justificado pelo bem maior, fica evidente um grave descaso aos direitos dos atingidos e inadequação as condicionantes e normas legais, que regem o licenciamento.

Descaso

Atingido pela UHE Baixo Iguaçu (PR) relata a situação de descaso e desrespeito das empresas Neoenergia e Copel na garantia de diretos dos atingidos. Famílias que vivem a décadas na região ainda não tem seus direitos garantidos. Construção da usina começou a mais de três anos.

Fonte: http://www.mabnacional.org.br/noticia/continua-descaso-com-os-atingidos-da-uhe-baixo-igua-u.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login