Comissão Guarani Yvyrupa lança vídeo em defesa da demarcação da Terra Indígena Morro dos Cavalos e denuncia ameaças à cacica Eunice Antunes

morro cavalos

No momento em que lança um vídeo de campanha pela demarcação da Terra Indígena Morro dos Cavalos, a Comissão Guarani Yvyrupa – CGY denuncia as ameaças sofridas pela cacica do Tekoha Morro dos Cavalos, Eunice Antunes Kerexu Yxapyry, uma das lideranças das aldeias Guarani Mbya no município de Palhoça-SC. A cacica Eunice se tornou figura conhecida na luta pela demarcação da TI Morro dos Cavalos e diante disso se tornou alvo de ataques da grande imprensa e mais recentemente de ameaças de pessoas estranhas que passaram a rondar a terra indígena. Nas últimas semanas, por diversas vezes, indivíduos não identificados estiveram de moto na aldeia do Morro dos Cavalos. Em uma das vezes houve um incêndio sem nenhuma explicação na caixa de luz da casa de Eunice. Em outra visita, os estranhos seguiram Eunice nas proximidades da aldeia.

Desde que passou a lutar pela demarcação de suas terras, a comunidade Guarani do Morro dos Cavalos passou a enfrentar uma intensa campanha difamatória, movida pela grande imprensa, com o intuito de colocar a população contra os indígenas. Em 2007, a Revista Veja publicou a reportagem “Made in Paraguai”, que tratava os Guarani pejorativamente como “hermanos invasores” ou índios paraguaios, na tentativa de desqualificar o direito da comunidade ao território de ocupação tradicional.

Em 2014, o Diário Catarinense, filiado ao grupo RBS ligado à Rede Globo, publicou uma reportagem em cinco partes que repetia os mesmos preconceitos e questionava o relatório aprovado pela FUNAI que fez a identificação da terra indígena. A reportagem se baseia nos argumentos de Edward Luz, formalmente desligado da Associação Brasileira de Antropologia, a principal instituição científica do país no âmbito da disciplina, pois o Conselho Diretor da Associação entendeu que sua postura profissional atenta contra estatuto e o código de ética da instituição. O único indígena ouvido pela reportagem foi o Sr. Milton Moreira, que não habita o Morro dos Cavalos há anos por ter sido expulso da aldeia, e cujos argumentos não são sustentados por nenhum outro guarani. Além disso, o Diário Catarinense constantemente veicula matérias em que os Guarani aparecem como entrave ao desenvolvimento do estado, principalmente no que se refere à construção de pistas adicionais na BR-101, que corta a TI Morro dos Cavalos. A discriminação vivenciada diariamente pelos Guarani no estado de Santa Catarina deixa claro que essa campanha difamatória tem servido para que parte da população se volte contra a comunidade e tome iniciativas tais como as ameaças sofridas pela cacica Eunice.

Para a cacica, o vídeo da CGY é lançado em boa hora e deve ajudar a trazer a versão dos Guarani para o debate público sobre a questão. “Em meio ao turbilhão de ataques e ameaças que estamos vivendo agora, não seria justo ficarmos calados sabendo que temos toda uma memória para mostrar. Temos que nos fazer valer de todas as ferramentas que os não indígenas criaram em nossa própria defesa, pois é assim que eles tentam nos destruir: tirando tudo o que foi nosso um dia e nos intimidando para nos calar”, diz Eunice.

Fonte: Comissão Guarani Yvyrupa – CGY

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.