Clientes e garçons ficam solidários com ex-ministra durante ataque de mulher fascista

Eleonora Menicucci. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A ex-ministra Eleonora Menicucci, ex-ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres durante o governo Dilma Rousseff (PT), sofreu um ataque fascista de uma mulher, que aos berros tentou destratá-la em um restaurante de São Paulo. Mas o ataque fascista não deu certo, os clientes e os garçons se solidarizaram com Eleonora.

Do Carta Campinas 

Veja o texto de Eleonora:

“Estava com uma amiga, também ex presa politica, a Celeste Martins, na sexta feira santa, almoçando na Adega Santiago da Rua Melo Alves, quando vem até minha mesa uma mulher. De celular em punho aponta minha foto ao lado da legítima Presidenta eleita do Brasil Dilma Rousseff no dia de seu afastamento.

Aos berros, pergunta se sou eu mesma a da foto. Eu, categoricamente digo: Sou, com muito orgulho.

Foi quando, ela começa a me agredir com as seguintes frases: você deveria ter vergonha de estar aqui, porque aqui é um lugar de coxinha.

Eu, de pronto respondi: eu entro onde quero, foi quando Celeste reagiu e ela reagiu: não é com você que estou falando. As mesas emudeceram.

As duas mesas vizinhas, uma de cada lado prontamente se manifestaram a meu favor. A partir dessa violência instalou- se um clima de solidariedade a mim e em última instância totalmente contrários ao fascismo que ora domina o nosso país. No final, uma das mesas vizinhas tirou uma foto comigo, o que animou os garçons a se solidarizar comigo e tirarem fotos. A solidariedade recebida demonstra que o fascismo não domina o Brasil de hoje como querem os golpistas.

NA LUTA CONTRA O FASCISMO”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.