CELAC – Honduras / Entrevista

Publicado em: 03/12/2011 às 22:35
CELAC – Honduras / Entrevista

Raul Fitipaldi, para Desacato.

Desacato conversou há poucos minutos com o jornalista hondurenho e representante do Partido Libre,  liderado por Manuel Zelaya Rosales,  David Romero Ellner, num bate papo telefônico exclusivo com Caracas, depois de uma reunião com o Presidente Chávez.

Segundo Romero na reunião privada com o Comandante Hugo Chávez, onde participou junto ao Presidente Porfirio Lobo, tiraram-se compromissos importantes de Lobo de aproximação com a ALBA.

Romero Ellner entende que há boas intenções no Presidente Lobo, que mesmo assim, é medroso com referência aos grupos de poder . No entanto, o dirigente de Libre acha possível que Lobo enfrente esses setores, inclusive no sentido de estabelecer uma aliança contra os meios golpistas.

Segundo nos informa o jornalista, Lobo Sosa se fez acompanhar à CELAC de dirigentes da esquerda hondurenha, com exceção do seu Ministro das Relações Exteriores. Isso, disse, permitiu abrir espaços de diálogo com presidentes amigos à causa do novo Partido que deverá levar como candidata à presidência de Honduras Xiomara Castro de Zelaya. A estes presidentes foi solicitado apoio para a vontade popular expressada por Libre de realizar uma Assembleia Constituinte, tal como tem acontecido em outros países da nova organização continental, que reúne todos os países de América Latina e Caribe, e não conta com Estados Unidos e Canadá, a diferença da OEA.

O dirigente, que também é o Diretor Executivo de Rádio Globo de Honduras, entende que neste momento muda a correlação de forças, o que propicia uma aproximação entre Mel Zelaya, ex-presidente derrocado e o atual chefe de Estado, Pepe Lobo, “isto nos permite identificar um inimigo em comum”, salienta Romero Ellner. Acrescenta: “ele (Lobo) tem medo dos estadunidenses, mas se não o deixarmos sozinho se sentirá apoiado nesse enfrentamento.

Deixe uma resposta