Caos no Hospital Florianópolis: Gestão privada na saúde é um erro

Por Carlos Eduardo de Souza. 

Atualmente e lamentavelmente, voltou a ficar em voga para muitos representantes políticos o discurso da privatização.

O foco é a velha tática de passar a imagem de inoperância daquilo que é publico, na clara intenção de beneficiar a iniciativa privada com a entrega de patrimônios e serviços.

O que não está dito nesses discursos, são as intencionalidades e as vergonhosas relações, seja pelo fato de alguns políticos infelizmente representarem interesses privados, ou ainda, pelo fato da iniciativa privada apenas visar o lucro.

Hospital Público com gestão privada parece não ser uma boa escolha, principalmente quando sabemos que a vida é muito mais relevante que qualquer lucro de empresário ou de políticos ligados a esses.

Quando a gestão do Hospital Florianópolis foi passada para a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina) os discursos buscavam desqualificar a gestão pública, pasmem, passando o recibo da própria incompetência do Governo… e sem muitas delongas, enaltecer o novo modelo de gestão, no caso, privado, repassando a estes o controle.

Qual o resultado? Conforme matéria divulgada na imprensa local, há algum tempo a população vem sofrendo com falta de atendimentos e medicamentos básicos como Dipirona e Buscopan, as refeições de pacientes e funcionários não acontecem, itens de uso diário como papel higiênico e copos plásticos, também prejudica a rotina da unidade. Alguns pacientes não podem nem mesmo ser transferidos. A situação ficou extremamente crítica.

Qual a resposta do governo para essa caótica situação? Por incrível que pareça foi insistir no mesmo erro! Dispensaram uma entidade privada e a contrataram outra.

o Ideas (Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde), foi quem assumiu os serviços no Hospital Florianópolis nesta segunda-feira.

Esta situação que passa o Hospital Florianópolis deve servir de exemplo, não podemos entregar um serviço tão importante para a população que mais precisa, nas mãos de quem tem como único objetivo o lucro.

Tamanha irresponsabilidade precisa ser denunciada e os culpados precisam ser desmoralizados.

Quem defende o Estado Mínimo tem que responder por esta situação, principalmente o Governador, seus aliados e sua gestão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.