Camponeses e camponesas no Piauí realizam II etapa do curso de formação

Camponeses e camponesas no Piauí realizam II etapa do curso de formação

Camponês fazendo formação, no Piauí é assim, se faz luta, se cultiva a terra e a natureza, mas também é preciso conhecer cada vez mais o que nos rodeia e se organizar.

Entre os dias 9 e 10 de outubro, o Movimento dos Pequenos Agricultor MPA-PI realizou no auditório do Centro de Tecnologia Apícola do Piauí (CENTAPI), no Bairro Pantanal Picos, a II Etapa do Curso de Formação para coordenadores e coordenadoras, do Movimento. O objetivo é preparar esses camponeses e camponesas para desenvolver trabalhos de base em seus municípios.

Na oportunidade foi realizado momentos de estudos, debates sobre o papel do militante e trabalhos em grupos. Sendo que a companheira Rafaela Alves do MPA Sergipe trabalhou o tema: Centralismo Democrático e Método Revolucionário de Direção.

“Nessas duas etapas foram trabalhamos temas como: o trabalho de base, o ser militante e o papel do militante, dessa vez a gente trabalhou o Centralismo Democrático e o Método Revolucionário do Dirigente, que é a gente saber qual é o papel e o dever como dirigente”, afirma a jovem camponesa e dirigente do MPA, Francisca Sousa. A partir do estudo realizado, percebe-se que cada dirigente tem um perfil dentro da organização e para isso não há uma receita, mas sim um método que pode ser desenvolvido de várias formas.

Francisca ainda destaca a importância do curso: “teve uma importância imensa para nos forma, formas os quadros dirigentes dentro do Estado para saber como expandir o movimento, como fazer esse trabalho de base já que a atual conjuntura nos exige tanto que estejamos preparados e na maioria das vezes, quando começamos a estudar percebemos que estamos longe de estar preparado. O que analisamos é que nos preparamos muito bem para a ação, mas na teoria a gente ainda não desenvolveu muito bem”, destaca a jovem camponesa.

Esta etapa, assim como na primeira, contou com grande participação e interesse por parte dos camponeses e camponesas, todos atentos pois o curso lhes será muito importante na articulação e organização do MPA em suas comunidades. Afinal, “o militante sempre deve estar estudando, pois para nós o estudo é fundamental no quadro de direção, já que o dirigente tem o papel de desenvolver método e de estar sempre estudando, em processo de evolução. Então o curso teve essa importância e agora, é pegarmos todo esse conhecimento adquirido e levar para nossas bases”, afirma a jovem camponesa e dirigente do MPA.

Fonte: http://mpabrasil.org.br/camponeses-e-camponesas-no-piaui-realizam-ii-etapa-do-curso-de-formacao/.

Você precisa estar logado para postar um comentário Login