Câmara da Capital discute Estaleiro OSX dia 24 de novembro

Publicado em: 27/10/2010 às 21:19
Câmara da Capital discute Estaleiro OSX dia 24 de novembro


Por Celso Martins.

Data da audiência pública depende de homologação da comissão de Meio Ambiente que se reúne na próxima quarta-feira

Florianópolis-SC, 27.10.2010  – A audiência pública da Câmara de Vereadores que discutirá a implantação do Estaleiro OSX em Biguaçu/Baía Norte de Florianópolis deve ser realizada no dia 24 de novembro próximo. A possibilidade foi levantada pelo vereador João Aurélio Valente Júnior hoje (27.10) à tarde, durante reunião com representantes do Movimento em Defesa das Baías de Florianópolis e da Federação Catarinense das Entidades Ecologistas. Os detalhes da audiência vão ser definidos na próxima quarta-feira (3.11), às 14 horas, durante reunião da comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal.

O pedido de audiência foi encaminhado pelo vereador Ricardo Camargo Vieira (PC do B) na última segunda-feira (25.10) e aprovado por unanimidade – os 16 vereadores estavam presentes. Na terça-feira (26.10) à noite deveria ter sido realizada uma reunião da comissão de Meio Ambiente do Legislativo, quando a audiência ganharia contornos, mas ela acabou cancelada, o que gerou tensões entre o Movimento em Defesa das Baías e o vereador João Aurélio.

“O requerimento aprovado por unamidade não chegou às mãos da comissão a tempo e como não havia mais nada na pauta, a reunião foi cancelada”, justifica o vereador. Os representantes do Movimento tentaram conversar com Valente Júnior mas não obtiveram êxito. Segundo um dos presentes, João Aurélio usou as seguintes expressões: “não existia assunto na pauta que justificasse audiência”;  “não tem nada de importante para se tratar, para  convocar os integrante da comissão”; “Não podia fazer audiência por falta de quórum”. O vereador explica que passou o dia indisposto, com dores de estômago, cabeça e sentindo o fígado, dificultando o diálogo.

A conversa com o Movimento acabou acontecendo nesta quarta-feira no gabinete do vereador, bastante amistosa, embora João Aurélio tenha reclamado das pressões através de telefonemas, e-mails e postagens na Internet.

Deixe uma resposta