Bunker Festival no Riocentro neste sábado

O Riocentro receberá no dia 25 de agosto o Bunker Festival, que vai contar com variados estilos musicais e pessoas de diferentes tribos e idades. Ao todo, serão 5 palcos, 34 apresentações, 60 artistas e 14h de festa. O mega evento está sendo organizado por 6 grandes produtoras do Rio de Janeiro responsáveis pelas marcas Euphoria, Fosfobox, Privilège, Rap Soul, Rio Me e Revolution Party. “Nosso time é composto por produtores de eventos muito expressivos e conceituados no cenário de entretenimento da noite carioca. Com essa união, buscamos unir as nossas experiências para proporcionar ao público uma noite inesquecível”, diz Cabbet Araújo, diz o fundador da label Bunker, originada nos finais dos anos 90.

 

Com o card composto por músicas black, rap, pop, rock, funk, trance, brazilian bass, house, techno e tribal, entre outros estilos, o Bunker Festivaltraz expectativa de público presente de 9.000 pessoas, de diferentes grupos e gerações, que acompanham ou não a história da Bunker desde 1998. Otema do evento, “Somos todos iguais“, retrata a diversidade de estilos e ideias por meio de suas atrações, compostas por expoentes nacionais e internacionais, sendo alguns inéditos no país.

 

Entre os nomes que sobem aos palcos, estão os israelenses Erez Eizen e Amit Duvdevani, ou Infected Mushroom, precursores e ícones do trance. A live band portuguesa Paranormal Attack e os artistas alemães D-Nox, de tech-house, e Querox, do progressive trance, além do DJ holandês Kolombo.

Integram ainda o line-up, o renomado DJ e produtor Gabriel Boni, que toca brazilian bass, e o dueto Mau Mau vs. Anderson Noise, pioneiros dohouse e techno no país que estão comemorando juntos 30 anos de estrada. Além deles, referências de rap e hip-hop brasileiro, como o grupo3030DJ Cia e KL Jay, um dos criadores do Racionais MCs. A banda de rock 13.7, de Chicão, filho de Cassia Eller, que convida a cantoraDuda Brack, também é destaque entre as atrações nacionais do evento.

 

A rainha da cena eletrônica LGBT, a inglesa Sharon O’Love, vai se apresentar pela 1ª vez no Brasil. Outro ícone do estilo, a atriz, cantora, compositora e ativista transexual brasileira Linn da Quebrada promete levantar o público com o melhor do pop e do funk carioca.

 

Como tudo começou

 

Em 1998, a boate Bunker foi inaugurada em Copacabana. O primeiro club de música eletrônica do Rio de Janeiro recebeu artistas internacionais que estavam fazendo sucesso mundo afora. Sven Vath, Laurent Garnier, DJ Hell, entre muitos outros, foram alguns deles. Essas atrações ajudaram a desenvolver uma nova cena na cidade.

 

Em 2000, a Bunker Rave fez história como pioneira e, hoje, é tida como a ‘mãe’ de todas as grandes festas eletrônicas cariocas. As 4 edições do evento ocorreram num sítio, cercado de verde, na zona oeste da cidade.

 

Igualmente, artistas de diferentes estilos musicais se apresentaram na Bunker Rave. O evento serviu de inspiração para esta nova empreitada. Assim, nasceu o Bunker Festival, com a união de conceituados produtores e com o tema #SomosTodosIguais. “Temos um posicionamento bastante expressivo dentro do mercado de entretenimento noturno. No entanto, juntos somos ainda mais fortes. A realização desse evento vai proporcionar uma diversidade muito significativa de experiências ao público. Certamente, será uma vivência inesquecível.” – revelou Paulo Sarmento, um dos sócios da Euphoria.

Serviço:

 
Evento: Bunker Festival

Quando: sábado, 25 de agosto de 2018, a partir das 19h.

Onde:  Riocentro – Avenida Salvador Allende, 6555, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ).

Quanto:  a partir de R$80 

Evento no facebookhttps://www.facebook.com/events/1049748931873518/

Classificação: 18 anos

Vendas online: https://www.ingressocerto.com/bunker-festival-somos-todos-iguais


Joca Vidal
21- 9 8798-6268
21- 3281-6268

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.