Bravo ao prêmio Nobel

Publicado em: 20/03/2011 às 12:28
Bravo ao prêmio Nobel


Escrito por Jordán Rodríguez.

Correspondente da TeleSUR em Trípoli

Sábado 19 de marzo de 2011

A estupidez não tem limites… Bravo ao prêmio Nobel

Hoje vou tentar dormir às 2 a.m novamente, mas, com a pior das amarguras. Vi pessoas matar-se umas a outras por duas bandeiras de um mesmo país, uma e outra vez, durante o tempo todo que tenho estado na Líbia. Vi jornalistas mentir ao meu lado, não gravar, não escrever, não reportar, falar de coisas que não vêem e me pergunto se esta noite poderão dormir tranqüilos.

 

Obama fala da “Odisséia do amanhecer”. Odisséia? Fala do quê? Desde que cheguei tentei ficar no meio do conflito, perguntei-me mil vezes que acontece com as vítimas, com suas mulheres, com seus filhos, não tem resposta. Tinha a esperança utópica ou estúpida de que uma comissão de observadores internacionais viesse e de que os líderes tribais pudessem fazer com que ambos os bandos deixarão as armas do lado, mas…não. Era pedir demais, fui testemunha de um novo acionar pacifista dos policiais do mundo… Bravo! Que solução… Para parar os bombardeios, lancemos bombas sobre a Líbia. Impressiona-me o pensamento dos mais desenvolvidos.

 

Falava-se de 15 mil mortos, já contaremos no fim. Vou dormir com a imagem de uma criança partida em dois por uma bomba que publicou um meio local e só peço para que Deus proteja meu filho.

Perdoem que isto mais do que informação seja uma opinião e se escrevo cheio de raiva.

La estupidez no tiene límites… Bravo al premio Nobel

Escrito por Jordán Rodríguez.

Correspondente da TeleSUR em Trípoli

Sábado 19 de marzo de 2011

Hoy me voy a tratar de dormir a las 2 a.m. nuevamente, pero con la peor de las amarguras… He visto personas matarse unas a otras por dos banderas de un mismo país, una y otra y otra vez durante el tiempo que he estado en Libia. he visto a periodistas mentir a mi lado, no grabar, no escribir, no reportar, hablar de cosas que no ven y me pregunto si esta noche podrán dormir tranquilos.

Obama habla de la “Odisea del amanecer” odisea?.. A qué se refiere?.. Desde que llegué he tratado de estar en medio del conflicto, me he preguntado mil veces que pasa con las víctimas, con sus mujeres, con sus hijos, no hay respuesta. Tenía la esperanza utópica o estúpida de que una comisión de observadores internacionales viniera y de que los líderes tribales pudieran hacer que ambos bandos dejarán las armas de lado pero no… Era mucho pedir he tenido que ser testigo de un nuevo accionar pacifista de los policías del mundo… Bravo! Que solución… Para parar los bombardeos, lancemos bombas sobre Libia… Me impresiona el pensamiento de los más desarrollados.

Se hablaba de 15 mil muertos, ya contaremos al final. Me voy a dormir con la imagen de un niño partido en dos por una bomba que publicó un medio local y sólo pido porque Dios proteja a mi hijo.

Perdonen que esto más que información sea una opinión y si escribo lleno de rabia.

Jordán.

Foto: Agência Efe.

 

Deixe uma resposta